sicnot

Perfil

Mundo

Conselho de Segurança da ONU pede cessar-fogo na Ucrânia após três dias de confrontos

reuters

O Conselho de Segurança da ONU pediu o regresso imediato ao cessar-fogo na Ucrânia, após três dias de confrontos que causaram pelo menos 13 mortos e deixaram milhares de pessoas sem eletricidade no leste do país. O texto elaborado pela Ucrânia foi aprovado por unanimidade na sequência de uma reunião à porta fechada do Conselho de Segurança na terça-feira.

Numa declaração que não teve objeção por parte da Rússia, os estados-membros "manifestaram uma grande preocupação com a perigosa deterioração da situação no leste da Ucrânia e com o seu severo impacto na população civil".

A declaração unânime do Conselho de Segurança surgiu depois de as forças de segurança ucranianas e os rebeldes apoiados pela Rússia se terem envolvido em confrontos pelo terceiro dia consecutivo na cidade de Avdiivka, que também despertou a preocupação da União Europeia com a segurança.

O comando militar ucraniano denunciou na terça-feira novos bombardeamentos massivos contra a cidade de Avdiivka, cerca de 15 quilómetros ao norte de Donetsk, o principal reduto dos separatistas pró-russos no leste da Ucrânia.Os membros do Conselho de Segurança "condenam o uso de armas proibidas pelos acordos de Minsk ao longo da linha de contato na região de Donetsk, que causou mortes e feridos, incluindo entre os civis".O mais recente confronto ocorreu perto da cidade de Avdiivka, controlada pelo governo, e deixou 20.000 pessoas sem eletricidade.

O agravamento da situação obrigou o Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, a interromper a sua visita oficial à Alemanha na noite de segunda-feira.

"Os membros do Conselho de Segurança pediram o retorno imediato ao regime de cessar-fogo", refere o texto.De acordo com o embaixador da Ucrânia, Volodymyr Yelchenko, que falou após a reunião, a violência no leste da Ucrânia pode ser comparada a crimes de guerra: "Acreditamos que estas ações dos russos e dos pró-russos podem ser qualificadas como crimes de guerra, uma violação flagrante da Convenção de Genebra", afirmou.

A crise ucraniana volta a ser abordada no Conselho de Segurança na quinta-feira. Quase dois anos depois da assinatura dos acordos de Minsk para a paz na Ucrânia, os combates continuam esporadicamente na zona de conflito e as partes estão longe de cumprir com o pacto mediado pela Rússia, França e Alemanha.Os acordos contemplam, para além do cessar-fogo, a concessão de um estatuto de governo especial da região separatista pró-russa, a reforma constitucional e a celebração de eleições locais e nos territórios separatistas.Kiev, no entanto, nega-se a avançar com a parte política dos acordos sem recuperar o controlo de trechos da fronteira com a Rússia, que estão nas mãos dos rebeldes.Segundo dados da ONU, em quase três anos de conflito na Ucrânia, foram mortas cerca de 10.000 pessoas, entre combatentes e civis.

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01

    País

    Dezassete anos depois, Lisboa vai ter as primeiras salas de consumo assistido, vulgarmente conhecidas como salas de chuto. O objetivo é apoiar os mais de 1400 toxicodependentes sinalizados e evitar a propagação de doenças.

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16
  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC