sicnot

Perfil

Mundo

EUA colocam Irão "sob vigilância" após teste de míssil

© Carlos Barria / Reuters

O Conselheiro para a Segurança nacional dos Estados Unidos, Michael Flynn, denunciou esta quarta-feira "o comportamento desestabilizador" do Irão e disse que este país foi oficialmente colocado "sob vigilância".

"A partir de hoje vamos colocar oficialmente o Irão sob vigilância", declarou o conselheiro do Presidente Donald Trump e antigo chefe das informações militares norte-americanas, ao criticar em particular o "provocador" disparo de um míssil balístico efetuado por Teerão no domingo.

Flynn disse aos jornalistas que a administração de Trump "condena estas ações pelo Irão que comprometem a segurança, prosperidade e estabilidade no Médio Oriente e de outras regiões e que colocam vidas americanas em risco".

Referiu ainda que "o Irão sente-se de momento encorajado", criticando a administração Obama por não ter "respondido de forma adequada".

Flynn disse que "estamos oficialmente a colocar o Irão sob vigilância", apesar de não ser claro o significado desta medida.

Um responsável do Pentágono, citado sob anonimato pela agência noticiosa Associated Press (AP) disse esta semana que o teste com o míssil terminou com uma "fracassada" reentrada na atmosfera terrestre.

O mesmo responsável não forneceu mais detalhes, incluindo o tipo de míssil.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.