sicnot

Perfil

Mundo

Norte-americano com demência abandonado num parque de estacionamento no Reino Unido

Um norte-americano de 76 anos, com demência, terá sido deixado sozinho num parque de estacionamento, no Reino Unido, pela mulher e pelo filho. Um caso polémico, que causou uma extensa investigação e que, após vários meses, começou a ter respostas.

O caso aconteceu em novembro de 2015. Roger Curry foi abandonado sem qualquer documento de identificação.

O homem não se lembrava de quem era nem de onde vinha e foi precisamente nessa altura que a BBC começou a tentar descobrir quem era Roger Curry.

O programa "Panorama", da conceituada cadeia televisiva britânica, viajou até aos Estados Unidos para investigar o caso. Os mais recentes desenvolvimentos foram conhecidos na segunda-feira, em mais uma emissão dedicada à história de Roger, e em documentos judiciais norte-americanos, recolhidos pela investigação, pode ler-se que "no final de 2015, o sr. Curry foi secretamente levado para Inglaterra pela mulher Mary Curry e pelo filho Kevin Curry, e foi lá abandonado."

Antes, havia sido lançado um apelo internacional para tentar descobrir quem era afinal aquele homem com sotaque americano. Depois do apelo, um telespectador referiu ter encontrado na internet uma fotografia antiga em que parecia estar uma versão mais jovem de Roger. A imagem pertencia a uma turma de uma escola secundária de Washington e era datada de 1958. Nela, podia ver-se um estudante de 18 anos chamado Roger Curry.

Os jornalistas da BBC ligaram então o Roger Curry da imagem a uma casa que tinha ficado completamente destruída por um incêndio, nos arredores de Los Angeles. Os vizinhos identificaram Roger como um antigo enfermeiro, casado e com dois filhos, e lembraram como a casa da família tinha sido destruída pelo fogo a meio da noite.

A certa altura, Roger e a mulher, que estaria doente, acampavam no jardim da casa agora destruída. Três meses depois, Roger Curry foi encontrado na cidade inglesa de Hereford.

Em julho, Roger regressou aos Estados Unidos onde se encontra sob o cuidado das autoridades em Los Angeles.

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.