sicnot

Perfil

Mundo

Trump insinua mudança de regras no Senado caso democratas bloqueiem juiz para o Supremo

© Carlos Barria / Reuters

O Presidente norte-americano, Donald Trump, admitiu esta quarta-feira que o líder republicano do Senado poderá ter de atuar de "forma incisiva" caso exista um eventual bloqueio político no processo de confirmação do juiz Neil Gorsuch para o Supremo Tribunal.

A declaração de Donald Trump, citada pela agência noticiosa norte-americana Associated Press (AP), não é uma referência direta a uma possível alteração das regras na câmara alta do Congresso (responsável pela aprovação do juiz nomeado na terça-feira pelo chefe de Estado norte-americano), mas está a ser interpretada dessa forma.

Em declarações aos jornalistas, Trump afirmou se os democratas do Senado tentarem bloquear a nomeação do juiz conservador Neil Gorsuch então irá dizer ao líder da maioria republicana na câmara alta do Congresso, Mitch McConnel, para ser "incisivo".

"Se puder, Mitch, seja incisivo, porque seria absolutamente vergonhoso se um homem desta qualidade fosse apanhado nesta rede de interesses", declarou.

Estas afirmações de Trump aconteceram momentos depois dos republicanos, em maioria no Senado, terem alterado as regras de votação para conseguir a aprovação, em comissão, dos nomeados pelo Presidente norte-americano para as pastas das Finanças e da Saúde.

Os nomes foram aprovados com a ausência dos democratas, uma vez que a regra suspensa foi a que exige que pelo menos um democrata esteja presente na votação.

Tratou-se da mais recente escalada de tensão partidária no Congresso dos Estados Unidos.

Os democratas boicotaram a reunião da comissão, tendo pedido tempo para recolher mais informação sobre os nomeados, considerando existirem dúvidas sobre os seus antecedentes financeiros.

Steve Mnuchin e Tom Price foram aprovados para secretário das Finanças e da Saúde, respetivamente, pela comissão de Finanças por 14 votos a favor cada e sem votos contra.

Depois da morte inesperada em fevereiro de 2016 do magistrado conservador Antonin Scalia, a então administração de Barack Obama propôs, em março de 2016, o nome do moderado Merrick Garland para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, mas a maioria republicana do Senado optou na altura por adiar a aprovação do magistrado e a nomeação ficou bloqueada.O 'Grand Old Party' (GOP, como o Partido Republicano é conhecido) controla atualmente as duas câmaras do Congresso norte-americano: Senado e Câmara dos Representantes (câmara baixa).

Lusa

  • Angela Merkel inicia hoje visita aos Estados Unidos

    Mundo

    A chanceler alemã inicia hoje uma visita à Casa Branca, para debater com o Presidente norte-americano "questões bilaterais e os desafios da política externa e de segurança", segundo o porta-voz do Executivo de Berlim.