sicnot

Perfil

Mundo

Filhos de François Fillon envolvidos na investigação sobre empregos "fictícios"

© Christian Hartmann / Reuters

Dois filhos do candidato presidencial francês François Fillon vão ser incluídos numa investigação judicial por suspeita de terem sido contratados para empregos fictícios, tal como a mulher do candidato, anunciou hoje a procuradoria para os crimes financeiros.

Marie e Charles Fillon foram contratados como assistentes parlamentares do seu pai a partir de setembro de 2005, quando este era senador. Na altura, ambos os filhos ainda estudavam e não exerciam profissionalmente como advogados.

Também a mulher de François Fillon, Penelope Fillon, está a ser investigada pelo mesmo delito. A imprensa francesa deu conta que a Penelope terá recebido cerca de 900 mil euros como assistente parlamentar do marido, mas que esse poderá ter sido um emprego fictício.

O diário "Le Parisien" indicou que se espera que ambos os filhos de Fillon sejam "rapidamente interrogados" pelos agentes do Gabinete Central de Luta contra a Corrupção e as Infrações Fiscais e Financeiras.

Os agentes deverão ainda fazer buscas no Senado francês para recolher material de prova.

O semanário satírico Le Canard Enchaîné revelou o escândalo na semana passada, quando escreveu que Penelope Fillon foi contratada como assistente parlamentar e colaboradora literária de uma revista. O jornal revela agora detalhes dos contratos relativos aos filhos.

Segundo o "Le Canard Enchaîné, duas semanas depois de ter sido eleito senador, a 01 de outubro de 2005, Fillon assinou um contrato com a sua filha Marie - que tinha, então, 23 anos - como assistente, com um salário inicial de 3.773 euros brutos mensais, que passaram a 3.814 euros até final do ano seguinte.

A 01 de janeiro de 2007 foi rendida nas mesmas funções por Charles, também com 23 anos na altura, com uma remuneração de 4.846 euros brutos mensais (ou seja, 27% mais do que a irmã) até 17 de junho desse ano. Ou seja, receberam ambos um total de 84.000 euros em dinheiros públicos.

O antigo primeiro-ministro acusou a esquerda de estar por detrás destas notícias e garantiu que manterá a candidatura à presidência "até ao fim"

Lusa

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos 8 jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47