sicnot

Perfil

Mundo

Oficial envolvida nos interrogatórios secretos de 11/9 nomeada número dois da CIA

© REUTERS FILE PHOTO / Reuters

Uma oficial de longa data da CIA alegadamente envolvida nos interrogatórios secretos realizados após os ataques de 11 de setembro foi nomeada esta quinta-feira número dois da CIA, agência de espionagem dos Estados Unidos.

Gina Haspel, que foi a primeira mulher a ser chefe de serviço à paisana da CIA, foi nomeada vice-diretora geral pelo novo direito, Mike Pompeo.

Haspel é uma veterana das operações de espionagem à paisana da agência, onde começou a trabalhar em 1985, e serviu em vários locais do mundo, incluindo um período na embaixada dos Estados Unidos em Londres nos anos 2000.

Segundo a imprensa norte-americana, Gina Haspel é conhecida por estar alegadamente envolvida em operações de interrogatório relacionadas com os ataques terroristas de 11 de setembro, que envolveram métodos de tortura, incluindo simulação de afogamento e outras técnicas igualmente duras.

"Gina é uma oficia exemplar e uma patriota devota com mais de 30 anos de experiência. É uma líder, com uma incrível capacidade de fazer as coisas e de inspirar os outros", referiu, em comunicado, Mike Pompeo.

Vários antigos chefes da CIA manifestaram já o seu apoio à nomeação de Gina Haspel.

Lusa

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Donald Trump admite tortura para combater terrorismo

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos voltou esta quarta-feira a ser polémico. Numa entrevista à estação ABC, que ainda vai ser ainda transmitida, Donald Trump disse que o fogo devia ser combatido com fogo e afirmou que a tortura pode ser um aliado na luta contra o terrorismo.

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.