sicnot

Perfil

Mundo

Soldado abre fogo contra homem armado no Louvre

Thibault Camus

Um homem armado com um machete atacou hoje um grupo de polícias e militares junto ao Museu do Louvre, em Paris. Um soldado disparou contra o suspeito, que ficou gravemente ferido.

Última atualização às 11:19

O primeiro-ministro francês, Bernard Cazeneuve, afirmou já que o ataque foi "visivelmente" um ato de terrorismo.

De acordo com o chefe da polícia da capital francesa, o homem estava marcado com um machete e gritou "Allahu Akbar" ("Deus é grande" em arábico), lançando-se contra agentes da polícia e militares que fazem a segurança do museu.

Um dos soldados disparou cinco vezes contra o atacante, que ficou ferido no abdómen, em estado grave, e foi levado para o hospital.

Um dos agentes ficou ferido na cabeça.

O chefe da polícia, Michel Cadot, acrescentou que o suspeito levava consigo duas mochilas, mas nenhuma continha explosivos.

Thibault Camus

O Louvre está atualmente encerrado e toda a zona em redor do museu foi isolada pelas autoridades.

O ministro do Interior tinha reagiu no Twitter dizendo que se tratou de um "incidente sério".

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51