sicnot

Perfil

Mundo

Decisão de juiz federal poderá salvar a vida deste bebé

Foto Samad Teghizadeh

Uma bebé iraniana, de quatro meses, vai agora poder entrar nos EUA e fazer a cirurgia que lhe vai salvar a vida. A menina, com problema cardíacos, estava impedida de entrar nos Estados Unidos devido às medidas anti-imigração de Donald Trump. A família tinha viajado até ao Dubai, mas foi repatriada para o Irão. Agora já vai conseguir viajar para os Estados Unidos.

Os pais da pequena Fatemeh tinham já marcada uma reunião com médicos de Portland, Oregon, etse domingo, para discutir o problema cardíaco da bebé.

Embarcaram para o Dubai mas foram impedidos de prosseguir para os EUA. Tiveram de regressar ao Irão.

O tio da criança, Samad Teghizadeh, é cidadão norte-americano e vive em Portland, bem como os avós maternos da menina.

O caso chamou a atenção de autoridades estaduais e federais.

Fatemeh tem problemas cardíacos e precisa de ser operada com urgência. Serão necessárias pelo menos duas cirurgias para resolver os problemas da bebé.

A decisão do juiz federal de Seattle poderá salvar-lhe a vida.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.