sicnot

Perfil

Mundo

França reforça combate às notícias falsas nas redes sociais

Reuters

Com os olhos postos nas eleições presidenciais, o Facebook, a Google e um grupo de empresas noticiosas lançaram hoje uma iniciativa para combater a divulgação de notícias falsas em França.

O Facebook assegurou que irá trabalhar com várias empresas noticiosas francesas, como a Agência France Press, o LÉxpress e o Le Monde para garantir que as notícias falsas não sejam publicadas na sua plataforma.

A Google anunciou também juntar-se à iniciativa, de nome "Cross Check" (Verificar os factos).

O Facebook foi recentemente acusado de influenciar a campanha presidencial norte-americana, pelo que surgiram os receios de que o mesmo pudesse acontecer nas presidenciais francesas deste ano.

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.