sicnot

Perfil

Mundo

Grupo pop de freiras atua para o Papa no México

Um grupo de freiras irá atuar para o Papa Francisco esta quarta-feira. As freiras fazem parte das "Siervas", um grupo pop que se tornou viral na internet em 2016, depois da banda publicar um videoclip no YouTube.

O vídeo "Confía en Dios" (Confia em Deus, em português) já alcançou mais de 600 mil visualizações na plataforma. O videoclip mostra as 12 freiras a tocar instrumentos musicais e a cantarem, envergando os seus mantos religiosos, num heliporto.

"Publicamos o vídeo há uns meses e não conseguimos acreditar o quão popular se tornou", disse Monica - uma das líderes do grupo - à CNN. "Um padre mexicano viu o vídeo e mandou-nos uma mensagem a dizer 'Venham ao México', então nós viemos."

O grupo de freiras - criado no Peru - vai atuar na Ciudad Juárez, a última paragem dos líderes do Vaticano na sua tour pelo México.

A junção entre instrumentos de rock e cânticos religiosos tornou-as populares entre católicos e não-católicos, com quase 70 mil seguidores no Facebook.

Para a irmã Cindy, que toca baixo, esta viagem é um sonho tornado realidade. "Fui ao Brasil em 2013 durante a viagem do Papa ao país, e consegui vê-lo no seu carro. Mas nunca sonhei que poderia vir a atuar para ele", disse à CNN. "Não há palavras para descrever aquilo que estou a sentir agora." Para além de concertos por todo o México, o grupo musical irá atuar também em refeitórios sociais e em escolas.

(c)Lukas Isaac

As freiras esperam que o seu sucesso online possa ajudar a transmitir a sua fé a uma maior audiência. "Deus está sempre presente nas nossas vidas, mesmo durante os tempos mais difíceis", disse a freira Andrea, originalmente da Argentina. "Acho que o nosso vídeo traz uma mensagem universal com a qual as pessoas se identificam."

O grupo foi criado há mais de um ano e tem freiras da China, Japão, Equador, Chile, entre outros. Apesar da diversidade cultural do grupo, as freiras falam a mesma língua quando cantam e expressam a sua "Confiança em Deus".

  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.