sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista palestiniano detido por Israel sem acusação nem processo

ABED AL HASHLAMOUN/EPA

O Exército israelita ordenou esta segunda-feira a detenção, sem acusação nem processo, durante seis meses, de um jornalista palestiniano que fora libertado em maio de outra privação administrativa de liberdade, depois de uma greve de fome de várias semanas.

Mohammed al-Qiq, de 34 anos, foi detido em janeiro, na Cisjordânia ocupada, quando regressava de uma manifestação contra a recusa israelita de restituição de corpos de palestinianos abatidos quando faziam ataques anti-israelitas, segundo a sua esposa, Fayha Chalach.

O Exército justificou que tinha colocado o jornalista em detenção administrativa por este "continuar a ser um agente do grupo terrorista Hamas", movimento islamita palestiniano que controla a Faixa de Gaza e que Israel qualifica de "terrorista".

Segundo a sua esposa, Qiq começou uma nova "greve de fome ilimitada" depois desta nova detenção. A autoridade penitenciária israelita confirmou que ele tinha parado de se alimentar.

A detenção administrativa é um regime extrajudicial, sem acusação nem processo, que cobre um período de seis meses, que pode ser renovado indefinidamente, aplicado por Israel a centenas de palestinianos.

Um porta-voz militar afirmou hoje à agência noticiosa AFP que o Exército tinha tomado esta medida de "último recurso" porque não tem outro meio "para neutralizar o perigo" que entende representar Mohammed al-Qiq.

Este jornalista da cadeia de televisão egípcia Al-Majd fora libertado em maio do ano passado, depois de ter disputado um braço de ferro com as autoridades israelitas que o deixou em estado crítico.

Na altura, realizou uma greve de fome durante 94 dias, segundo pessoas das suas relações, ingerindo ocasionalmente minerais e vitaminas, para protestar conta a sua detenção administrativa, depois de preso em novembro de 2015, acusado de envolvimento presumível com o Hamas, acusação que refutou.

Na ocasião, a mobilização em torno de Mohammed Qiq embaraçou Israel, que já tinha sido confrontado com dois outros casos de palestinianos detidos administrativamente que usaram a greve de fome para defenderem a sua posição.

Lusa

  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.