sicnot

Perfil

Mundo

Bola recuperada do vaivém Challenger levada para órbita

NASA

Uma bola de futebol que estava no vaivém Challenger que explodiu há 30 anos foi levada para órbita pelo atual comandante da Estação Espacial Internacional.

O astronauta da NASA Shane Kimbrough, comandante da tripulação 50 da estação, publicou no Twitter a 3 de fevereiro uma fotografia de uma bola de futebol a flutuar junto à janela do laboratório espacial Cupola. A publicação surgiu poucos dias após o aniversário da explosão do vaivém Challenger, a 28 de janeiro de 1986.

"Esta bola estava no Challenger naquele dia fatídico", escreveu Kimbrough. "Levada a bordo por Ellison Onizuka em honra da sua filha, jogadora de futebol".

Janelle Onizuka tinha 16 anos no dia do desastre. A referência final do tweet Clear_LakeHS diz respeito à escola secundária que Janelle frequentava na altura e onde anda agora o filho de Kimbrough, igualmente jogador de futebol.

O vaivém Challenger partiu a 28 de janeiro de 1986 do Centro Espacial Kennedy. Explodiu 73 segundos após a partida, devido a uma falha num motor impulsionador.

Seis astronautas da NASA morreram: o comandante Dick Scobee, o piloto Michael Smith, os especialistas da missão Ron McNair e Judy Resnik, o especialista de de carga Gregory Jarvis e Christa McAuliffe - que teria sido a primeira professora no espaço.

O astronauta Ellison Onizuka (1946-1986)

O astronauta Ellison Onizuka (1946-1986)

NASA

Vários objetos foram encontrados a boiar na água quando os destroços do Challenger foram recuperados, como a bola de futebol e uma bandeira dos EUA.

Depois de completada a investigação ao acidente, os destroços do vaivém foram colocados em armazéns de Cabo Canaveral e os objetos pessoais entregues às famílias dos astronautas. Mais tarde, a família Onizuka ofereceu a bola de futebol à escola Clear Lake High School.

"Obrigada Shane Kimbrough por ter ajudado um pedaço de história da escola a concluir a sua missão espacial", escreveu no Twitter a escola Clear Lake High School.

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52