sicnot

Perfil

Mundo

México recusaria receber tropas dos EUA para combate ao crime organizado

© Edgard Garrido / Reuters

O Governo mexicano diria um "contundente e rotundo não" à proposta do Presidente norte-americano, Donald Trump, de enviar tropas para o México para ajudar a combater o crime organizado, declarou esta terça-feira o porta-voz presidencial, Eduardo Sánchez.

Em entrevista à estação pública de televisão Televisa, inquirido sobre se o Executivo mexicano aceitaria uma "oferta de tropas" do líder dos Estados Unidos, Sánchez disse: "A resposta é não, um contundente e rotundo não".

Na semana passada, a tensa relação entre os dois países desde a chegada de Trump à Casa Branca aumentou devido à divulgação de uma conversa telefónica em que Trump terá oferecido ajuda ao seu homólogo mexicano, Enrique Peña Nieto, para combater o crime organizado.

Numa entrevista concedida no passado domingo ao canal Fox News, Trump comentou que, na chamada, Peña Nieto parecia "muito disposto" a receber ajuda dos Estados Unidos para lutar contra os cartéis de droga.

Contudo, hoje o porta-voz oficial mexicano disse desconhecer se na conversa telefónica se falou de tropas e classificou esta polémica como "um debate inexistente".

"A Constituição mexicana não admite, em nenhuma circunstância, a operação de tropas estrangeiras no México. Não nos metamos num debate inexistente. A Constituição proíbe-o", sublinhou.

Confirmou, no entanto, que os dois dirigentes falaram das armas e do dinheiro que entram ilegalmente no México procedentes dos Estados Unidos e reforçam o crime organizado.

O porta-voz mexicano disse ainda que o México não tem qualquer gravação da conversa mantida por Peña Nieto e Trump, pelo que também não existe uma transcrição da mesma que possa ser divulgada.

Lusa

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Grécia e Macedónia assinam acordo histórico
    2:02

    Mundo

    A Grécia e a Macedónia assinaram um acordo histórico para mudar o nome da antiga República Jugoslava para República da Macedónia do Norte. Em causa está um problema diplomático entre os dois países que dificultou os planos da Macedónia em aderir à União Europeia e às Nações Unidas.