sicnot

Perfil

Mundo

Sarkozy vai a julgamento por financiamento ilegal da campanha

© POOL New / Reuters

O antigo Presidente francês Nicolas Sarkozy vai ser julgado por suspeitas de financiamento ilegal da campanha eleitoral de 2012.

A convicção do Ministério Público é que Sarkozy terá excedido o limite de gastos com despesas de campanha utilizando, para tal, faturação falsa de uma empresas chamada Bygmalion.

Para além do antigo líder francês, outras 13 pessoas serão julgadas no mesmo caso, incluindo ex-dirigentes do partido. Todos são suspeitos de envolvimento no estabelecimento de um sistema de facturas falsas para financiar o partido.

Sarkozy, que anunciou o fim da sua carreira política em novembro, é acusado de ter conhecimento de que o seu partido teria excedido o limite de gastos permitido por lei, fixado em 22,5 milhões de euros.

De acordo com a fonte citada pela agência France Presse, um dos dois juízes de instrução envolvidos do caso, Serge Tournaire, decidiu no passado dia 3 de fevereiro que o caso deveria ser julgado em tribunal, não obstante os esforços legais de Sarkozy para tentar evitar o julgamento em dezembro último.

A Bygmalion faturou alegadamente 18.5 milhões de euros ao partido de Sarkozy - que na altura se chamava UMP -- União para um Movimento Popular, e desde então alterou o nome para Os Republicanos - em vez de faturar os seus serviços à campanha do então Presidente.

Gestores da empresa reconheceram a existência de fraude e de contabilidade falsa e o julgamento irá focar-se sobre se Sarkozy, ele próprio, tinha conhecimento ou tomou quaisquer decisões sobre o assunto.

Questionado pela polícia em 2015, Sarkozy disse que não se lembrava de alguma vez ter sido alertado para as contas da campanha e descreveu a controvérsia como uma "farsa", atribuindo responsabilidades à Bigmalyon e ao UMP.

Sarkozy viu-se envolvido em várias frentes legais desde que perdeu as eleições para François Hollande em 2012. Depois de uma breve retirada da política a seguir a essa derrota, Sarkozy regressou para assumir a liderança de Os Republicanos e foi com surpresa que o partido o preteriu nas primárias para as eleições presidenciais de abril e maio próximos, escolhendo em novembro último o atual líder em todas as sondagens, François Fillon.

Após o ex-Presidente Jacques Chirac (1995-2007), condenado em 2011 a pena suspensa de dois anos num caso de corrupção, esta é a segunda vez desde 1958 que um ex-chefe o Estado irá a julgamento em França.

Com Lusa

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.