sicnot

Perfil

Mundo

Chumbada moção de censura contra o Governo da Roménia

Uma moção de censura contra o Governo social-democrata da Roménia foi hoje chumbada no parlamento, três dias depois da retirada do polémico decreto que despenalizava certos casos de corrupção e motivou os maiores protestos em décadas.

A moção, apresentada pela oposição de centro-direita, foi chumbada devido à maioria absoluta dos partidos no Governo, o Partido Social-Democrata (PSD) e a Aliança dos Liberais e Democratas pela Europa (ALDE), cujos deputados abandonaram o plenário para não votarem.

Para ser aprovada, a moção precisava de 233 votos favoráveis, mas ficou-se pelos 161 votos a favor e oito contra.

"Temos o dever, em face da confiança popular, de continuar a assumir o Governo deste país", afirmou o primeiro-ministro, Sorin Grindeanu, antes da votação.

"Mais do que o programa do Governo, não podemos ignorar os acontecimentos", acrescentou, referindo-se aos protestos, os maiores desde o fim do regime comunista, em 1989.

O decreto revogado previa a despenalização dos casos de corrupção envolvendo valores abaixo dos 44.000 euros, o que permitia a vários políticos escapar à justiça, como o atual líder do PSD, Liviu Dragnea, que foi impedido de se candidatar por ter sido condenado por fraude e estar a ser julgado por abuso de poder.Apesar de o decreto ter sido revogado no domingo, os protestos continuaram, com alguns dos manifestantes a exigir a demissão do Governo, no poder há pouco mais de um mês.

Os protestos criaram um conflito entre o Governo e o Presidente, Klaus Iohannis, que num discurso no parlamento na terça-feira sugeriu que o Governo devia demitir-se.

"A revogação do decreto e a possível demissão de um ministro não são suficientes. Convocar eleições antecipadas é demasiado", disse.

"Se o PSD, que criou esta crise, não conseguir resolvê-la imediatamente, chamarei todos os partidos para consultas. Ganharam. Venceram [as eleições] , agora governem e legislem, mas não a qualquer preço", advertiu o Presidente.

Lusa


  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.