sicnot

Perfil

Mundo

Governo dos EUA lança canal televisivo para contrariar propaganda do Kremlin

© Susana Vera / Reuters

Dois meios de comunicação financiados pelo Governo dos EUA vão lançar um canal de televisão, em língua russa, para contrariar os meios controlados pelo Kremlin, que os críticos acusam de propaganda e desinformação.

O 'Current Time' vai ser gerido pela Radio Free Europe/Radio Liberty, baseada em Praga, com a ajuda da Voice of America, instalada em Washington.

Vai dirigir-se aos falantes de russo em todo o mundo, com uma programação de 24 horas, que pretende oferecer o tipo de notícias baseadas em factos que os seus líderes dizem que falta no mercado russo.

A rede televisiva vai ser lançada esta semana, depois de ter começado a operar, de forma discreta, no ano passado. A sua distribuição na Europa vai ser feita por cabo, satélite e online.

Esta é uma tentativa dos EUA diminuírem o alcance do que o Governo norte-americano diz ser uma crescente máquina de propaganda russa, simbolizada por meios geridos pelo Estado russo, como a RT (ex-Russia Today) e a Sputnik.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.