sicnot

Perfil

Mundo

Governo dos EUA lança canal televisivo para contrariar propaganda do Kremlin

© Susana Vera / Reuters

Dois meios de comunicação financiados pelo Governo dos EUA vão lançar um canal de televisão, em língua russa, para contrariar os meios controlados pelo Kremlin, que os críticos acusam de propaganda e desinformação.

O 'Current Time' vai ser gerido pela Radio Free Europe/Radio Liberty, baseada em Praga, com a ajuda da Voice of America, instalada em Washington.

Vai dirigir-se aos falantes de russo em todo o mundo, com uma programação de 24 horas, que pretende oferecer o tipo de notícias baseadas em factos que os seus líderes dizem que falta no mercado russo.

A rede televisiva vai ser lançada esta semana, depois de ter começado a operar, de forma discreta, no ano passado. A sua distribuição na Europa vai ser feita por cabo, satélite e online.

Esta é uma tentativa dos EUA diminuírem o alcance do que o Governo norte-americano diz ser uma crescente máquina de propaganda russa, simbolizada por meios geridos pelo Estado russo, como a RT (ex-Russia Today) e a Sputnik.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.