sicnot

Perfil

Mundo

Maioria dos europeus a favor do bloqueio à imigração de muçulmanos

© Marko Djurica / Reuters

A maioria dos europeus está a favor do bloqueio à imigração de muçulmanos, conclui um inquérito realizado a 10 mil pessoas de 10 países europeus. Portugal não foi incluído.

Perante a afirmação "Toda a migração proveniente de países muçulmanos deve ser travada", os inquiridos tinham de dizer em que medida concordavam.

Nestes 10 países europeus, 55% concordaram, 25% não concordaram nem discordaram, 20% discordaram.

Na Polónia, dos inquiridos, 71% disse ser a favor do bloqueio da imigração de muçulmanos. E os números são também reveladores em países como a Áustria com 65% a favor, 53% na Alemanha, 51% em Itália, 47% no Reino Unido e 41% em Espanha. Em nenhum dos países a percentagem dos que discordavam ultrapassou os 32%.

Este estudo foi realizado pelo Centro de Estudos Internacionais Chatham House antes da controversa ordem executiva anti-imigração de Donald Trump.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.