sicnot

Perfil

Mundo

Um dia sem mulheres, contra Trump

Uma dia sem mulheres. Em casa, no escritório ou até na escola, as mulheres farão greve durante um dia. O objetivo é sublinhar a contribuição do trabalho feminino - pago e não pago - para a economia norte-americana. A medida surge no âmbito dos protestos contra Donald Trump e está a ser agendado pelos organizadores da Marcha das Mulheres, do passado dia 21 de janeiro.

A "greve das mulheres" foi anunciada esta segunda-feira, mas a data ainda está por definir.

"Não descansaremos enquanto as mulheres não tiverem paridade e igualdade a todos os níveis da liderança da sociedade. Trabalhamos pacificamente, mas reconhecemos que não há verdadeira paz sem justiça e igualdade para todos", afirma o movimento Marcha das Mulheres.

Nas redes sociais, já são muitas as manifestações de apoio à iniciativa.

A Marcha das Mulheres mobilizou no passado dia 21 multidões em massa para protestar contra as políticas de Trump não só em Washington, mas em várias regiões do mundo. Foi já considerado o maior dia de protesto na História recente dos EUA.

Entre 3,3 e 4,6 milhões de pessoas saíram às ruas em todo o país.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos suburbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.