sicnot

Perfil

Mundo

Especialista diz que Coreia do Norte poderá ter até 45 bombas nucleares em 2020

© KCNA KCNA / Reuters

Um especialista estimou hoje que a Coreia do Norte poderá ter até 45 bombas nucleares em 2020 atendendo ao aumento previsto das suas reservas de urânio e plutónico e ao seu ritmo, cada vez mais acelerado, de desenvolvimento de armas.

A Coreia do Norte poderá possuir atualmente cerca de 280 quilos de urânio altamente enriquecido, afirmou hoje, durante um fórum em Seul, Lee Sang-hyun, vice-presidente do Instituto Sejong, um 'think-tank' privado que figura entre os mais influentes do país, "Dada a quantidade de material físsil nas mãos da Coreia do Norte, o país poderá ter entre 22 e 45 armas nucleares", observou o especialista em declarações reproduzidas pela agência noticiosa sul-coreana Yonhap, a propósito das suas projeções para os próximos três anos.


Lee baseia a sua projeção na crença de que Pyongyang, que reativou em 2013 o centro nuclear de Yongbyon, e aparentemente aumentou a sua produção de material para bombas, poderia elevar a sua capacidade de reprocessar plutónio a um ritmo de seis quilogramas anuais e ampliar as suas reservas de urânio em 80 quilogramas ao ano.


Lee apontou que o regime de Kim Jong-un terá utilizado urânio enriquecido para o seu mais recente teste nuclear, em setembro, e que estas melhorias tecnológicas fazem pensar que se aproxima cada vez mais do desenvolvimento de armas nucleares passíveis de serem colocadas em mísseis balísticos.


Além do ensaio nuclear de setembro, a Coreia do Norte realizou outro oito meses antes, os quais se juntaram aos levados a cabo em 2006, 2009 e 2013.

Lusa

  • EUA avisam Pyongyang: uso de armas nucleares terá resposta "esmagadora"

    Mundo

    O secretário de Estado da Defesa norte-americano avisou a Coreia do Norte de que os Estados Unidos estão preparados para responder de forma "esmagadora" caso Pyongyang recorra ao uso de armamento nuclear. As declarações de Jim Mattis foram feitas esta sexta-feira, na Coreia do Sul, perante a possibilidade das autoridades norte-coreanas se prepararem para testar um novo míssil balístico e armamento nuclear.

  • "Foi o momento mais difícil da minha vida", disse a ministra emocionada
    3:24
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35

    País

    A Força Aérea portuguesa é a única força militar, para além da norte-americana, que pode mexer em praticamente todo o motor de um caça F-16. Na base aérea de Monte Real há uma fábrica de caças que pode levar o país a comprar mais aviões às peças, para revender a outras forças militares.

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.