sicnot

Perfil

Mundo

França e Bélgica querem registo de europeus que saiam e entrem na UE

O primeiro-ministro francês e o comissário europeu da Segurança defenderam esta quinta-feira como urgente a criação de um registo dos cidadãos europeus que cruzem uma fronteira externa da União Europeia (UE).

Bernard Cazeneuve, que hoje recebeu em Paris o comissário britânico Julian King, afirmou num comunicado divulgado após a reunião o seu apoio à reforma do Código de Fronteiras Schengen proposto pela Comissão Europeia, que permitirá controlar todas as pessoas que entrem ou saiam do espaço de livre circulação, sejam ou não cidadãos europeus.

Para o governo socialista francês, a reforma vai tornar as regras da livre circulação mais eficazes para a luta contra o terrorismo ao facilitar a consulta de ficheiros de segurança, embora, sublinhou, "assegurando o plano respeito pelos dados pessoais".

A reforma visa também criar um novo sistema de registo dos cidadãos não-europeus isentos de visto quando entram em território europeu, o que atualmente não ocorre.

Esta ferramenta inspira-se no registo norte-americano ESTA -- acrónimo inglês que significa Sistema Eletrónico de Autorização de Viagem -- para os cidadãos de países abrangidos pelo Programa de Isenção de Vistos dos Estados Unidos.

França defende há muito a criação de um registo semelhante na UE, com especial insistência desde os atentados de 13 de novembro em Paris, perpetrados por cidadãos franceses que tinham viajado para a Síria e o Iraque.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Fim de semana de muito frio e vento forte
    2:08

    País

    Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, vem aí mais frio e as temperaturas mínimas negativas vão regressar a alguns pontos do país. Prevê-se também vento intenso para as próximas 48 horas.

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC