sicnot

Perfil

Mundo

França e Bélgica querem registo de europeus que saiam e entrem na UE

O primeiro-ministro francês e o comissário europeu da Segurança defenderam esta quinta-feira como urgente a criação de um registo dos cidadãos europeus que cruzem uma fronteira externa da União Europeia (UE).

Bernard Cazeneuve, que hoje recebeu em Paris o comissário britânico Julian King, afirmou num comunicado divulgado após a reunião o seu apoio à reforma do Código de Fronteiras Schengen proposto pela Comissão Europeia, que permitirá controlar todas as pessoas que entrem ou saiam do espaço de livre circulação, sejam ou não cidadãos europeus.

Para o governo socialista francês, a reforma vai tornar as regras da livre circulação mais eficazes para a luta contra o terrorismo ao facilitar a consulta de ficheiros de segurança, embora, sublinhou, "assegurando o plano respeito pelos dados pessoais".

A reforma visa também criar um novo sistema de registo dos cidadãos não-europeus isentos de visto quando entram em território europeu, o que atualmente não ocorre.

Esta ferramenta inspira-se no registo norte-americano ESTA -- acrónimo inglês que significa Sistema Eletrónico de Autorização de Viagem -- para os cidadãos de países abrangidos pelo Programa de Isenção de Vistos dos Estados Unidos.

França defende há muito a criação de um registo semelhante na UE, com especial insistência desde os atentados de 13 de novembro em Paris, perpetrados por cidadãos franceses que tinham viajado para a Síria e o Iraque.

Lusa

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC