sicnot

Perfil

Mundo

Do Irão à Namíbia, já não são só os países europeus que querem ser "segundos"

Uma competição entre países tornou-se viral e Donald Trump é o responsável. E já não só os países europeus que pedem a Trump para vir em segundo lugar na "lista" dos melhores do mundo. Do Irão à Namíbia, há os que pedem até um terceiro lugar ou, ao menos, para ficar antes do pior inimigo.

No dia da tomada de posse, o Presidente dos Estados Unidos insistiu que "a América vem primeiro". Nenhum país contesta a superioridade da superpotência por isso, humildemente, todos pedem apenas para ficar em segundo. Ou terceiro. Ou, pelo menos, para ficar num lugar anterior ao seu pior inimigo.

Primeiro foi a Holanda. Um comediante holandês apresentou este pequeno país europeu ao novo Presidente , "de uma forma que o cative".

Rapidamente outros países europeus seguiram a Holanda mostrando ao Presidente dos EUA o que de melhor têm que o possa agradar para que coloque o país na sua lista de favoritos (e evitar que, por engano, o líder da "great America" carregue na tecla vermelha que lança um míssil nuclear.

Dinamarca, Portugal, Suíça, Bélgica e Alemanha pedem para ser "segundos", mas a Letónia não é tão ambiciosa e pede apenas o terceiro lugar.

Surgiram entretanto os vídeos de apresentação de muitos outros países europeus: Áustria, Bulgária, Croácia, Espanha, Finlândia, República Checa, Islândia, Itália, Luxemburgo, Moldávia e Eslovénia.

Outros países de outros continentes não quiseram perder a corrida - África (Namíbia e Marrocos), Oceânia (representada pela Austrália) e Ásia (por enquanto ainda só com o Irão) entram nesta "great" competição.

O Irão pede apenas que Donald Trump perceba que é um país totalmente diferente do seu arqui-inimigo Iraque. Apela, por isso, a ficar no lugar anterior ao vizinho.

Uma curiosidade: há mais algo em comum em quase todos os vídeos europeus - o narrador é sempre o mesmo. A imitação da voz de Trump no vídeo da Holanda é feita por um norte-americano a viver neste país,Greg Shapiro.

Os outros, como o de Portugal, Suíça, Alemanha, Luxemburgo e Dinamarca são relatados por outro comediante norte-americano, Shaun Streeter.

"Click here. It's huge. Like Donald's hands. It's the funniest website in the world! Believe us!"

  • Portugal inicia preparação para o Mundial sem Cristiano Ronaldo

    Rumo ao Mundial 2018

    A seleção portuguesa de futebol começa hoje a preparar a participação no Mundial2018, que arranca em 14 de junho, na Rússia, com um treino na Cidade do Futebol, em Oeiras, numa sessão em que são esperadas algumas ausências. O capitão Cristiano Ronaldo, que vai disputar no sábado a final da Liga dos Campeões com o Real Madrid, é baixa certa no arranque dos trabalhos, mas não deve ser o único.

  • Hoje é notícia

    País

    Esta terça-feira realiza-se o funeral do antigo ministro António Arnaut na Figueira da Foz. Em Sintra está previsto o início do julgamento dos 17 agentes da PSP acusados de agredirem jovens da Cova da Moura, concelho da Amadora, no interior da esquadra de Alfragide. Em Oeiras, a seleção portuguesa de futebol começa hoje a preparar a participação no Mundial2018.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20