sicnot

Perfil

Mundo

Doze mortos em deslizamento de terras em Bali, na Indonésia

© Antara Foto Agency / Reuters

Doze indonésios, incluindo três crianças, morreram na ilha de Bali, na Indonésia, na sequência de deslizamentos de terras provocados por chuvas intensas, informaram esta sexta-feira as autoridades.

Várias casas ficaram soterradas e bastante danificadas no incidente, que ocorreu esta noite, em Kintamani, no centro de Bali. "A chuva torrencial registada durante todo o dia de quinta-feira causou deslizamentos de terras em três aldeias e 12 pessoas morreram", disse o porta-voz da agência de desastres Sutopo Purwo Nugroho.

Três crianças, com 1, 7 e 10 anos de idade, morreram em duas das aldeias afetadas. Cinco pessoas ficaram feridas, três das quais com gravidade.

As agências de gestão de desastres locais disseram que os habitantes das aldeias foram retirados das áreas afetadas - longe dos populares hotéis e resorts no sul de Bali - e que não havia desaparecidos.

Deslizamentos de terras e inundações são comuns no arquipélago indonésio, sobretudo durante a estação das chuvas, nos meses de janeiro e fevereiro.

Em dezembro, 29 pessoas morreram e outras 19 foram dadas como desaparecidas na sequência de inundações e derrocadas que atingiram Garut, no oeste da maior ilha indonésia, Java.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50