sicnot

Perfil

Mundo

Egípcia com 500 quilos vai à Índia para realizar cirurgia bariátrica

Uma egípcia que poderá ser a mulher a mais pesada do mundo vai à Índia para realizar uma cirurgia bariátrica no sábado, após o ministro dos Negócios Estrangeiros indiano lhe ter assegurado um visto para entrar no país.

Eman Ahmed Abd El-Aty, de 36 anos e a pesar cerca de 500 quilos, deve chegar a Bombaim na manhã de sábado, disse num comunicado Muffazal Lakdawala, o cirurgião indiano que trata da egípcia.

A mulher será levada por um avião da Airbus especialmente modificado e depois transportada para o Hospital Saifee, em Mumbai, segundo a nota.

"Para prepará-la para o voo, uma equipe de médicos esteve no Egito nos últimos dez dias para organizar a sua viagem", referiu o comunicado.

O médico Muffazal Lakdawala, depois de saber do caso de Eman Ahmed Abd El-Aty, disse que faria a operação gratuitamente.

A irmã da egípcia aproximou-se de Lakdawala em outubro, dizendo que a mulher precisava de atenção médica urgente.A família da doente disse ao médico que em criança foi diagnosticada com elefantíase e, posteriormente, sofreu com um AVC e desenvolveu doenças como diabetes, hipertensão e apneia do sono.

Como o pedido de visto da mulher, num primeiro momento, havia sido rejeitado, Lakdawala pediu em dezembro a ajuda do ministro dos Negócios Estrangeiros da Índia, Sushma Swaraj, que possibilitou a aprovação do visto para a egípcia se deslocar à Índia e realizar a cirurgia.

Na altura, Swaraj estava no hospital à espera de um transplante de rim, mas foi rápido ao responder com uma oferta de ajuda.

Se o peso da egípcia for provado medicamente, ela ultrapassará Pauline Potter (291,6 quilos), dos Estados Unidos, tornando-se a mulher mais pesada do mundo.

A cirurgia bariátrica é um procedimento médico específico para a redução do estômago realizado em pessoas que querem perder peso, normalmente muito excessivo.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.