sicnot

Perfil

Mundo

Governo peruano oferece recompensa pela captura de ex-presidente

© Handout . / Reuters

O Governo do Peru ofereceu esta sexta-feira uma elevada recompensa para capturar o ex-Presidente Alejandro Toledo (2001-2006) e pressionou a Interpol para emitir um mandado de captura internacional para que seja julgado pela justiça peruana.

Esta foi a primeira consequência da decisão judicial da noite de quinta-feira e à revelia, onde foi decretada a prisão preventiva de Toledo, acusado de "lavagem" de dinheiro e tráfico de influências por ter supostamente recebido 20 milhões de dólares (18,7 milhões de euros) em subornos da empresa de construção brasileira Odebrecht para favorecer os seus negócios no país.

Numa decisão de elevado simbolismo, o Ministério do Interior colocou o ex-Presidente na lista dos delinquentes mais procurados no país e anunciou uma recompensa de 100.000 soles (28.000 euros) para qualquer informação que conduza à sua localização e captura.

Em paralelo, o procurador-geral peruano, Pablo Sánchez, considerou "histórico" o processo contra Toledo por "ser a primeira vez que se investigou um alto ex-funcionário do Estado e que culminou com uma decisão de prisão preventiva por parte do poder judicial".

A justiça peruana considerou na noite de quinta-feira que existem provas suficientes para decretar a prisão de Toledo e mantê-lo 18 meses em prisão preventiva por supostamente ter favorecido a Odebrecht no concurso para a Estrada interoceânica do sul, a troco de generosas contribuições, depositadas numa rede de empresas 'offshore'.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50