sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro do Iraque pede a Trump para retirar o seu país da lista

O primeiro-ministro iraquiano, Haider Al-Abadi, pediu numa conversa telefónica com o presidente norte-americano, Donald Trump, a retirada do Iraque da lista dos países cujos cidadãos são proibidos de entrar nos Estados Unidos, foi hoje divulgado.

O Iraque, juntamente com o Iémen, Irão, Líbia, Síria, Somália e Sudão, integra a lista dos Estados visados num decreto assinado no dia 27 de janeiro por Trump, para impedir que os cidadãos desses países entrassem nos Estados Unidos durante três meses

O decreto foi entretanto suspenso temporariamente, mas Trump prometeu continuar a batalha nos tribunais para defender a medida.

Segundo um comunicado divulgado hoje pelo gabinete de Abadi, este exortou Trump "a retirar o Iraque da lista dos países mencionados no decreto" durante a conversa telefónica na quinta-feira.

"Trump sublinhou a importância de uma coordenação visando encontrar uma solução para o problema tão rapidamente quanto possível", adianta o texto, sem mais pormenores.

Os Estados Unidos têm mais de 4.800 soldados no Iraque e lideram a coligação internacional que apoia as forças iraquianas desde setembro de 2014 no combate ao grupo extremista Estado Islâmico.

A aviação norte-americana e conselheiros militares dos Estados Unidos ajudam atualmente o governo iraquiano a reconquistar Mossul, a segunda cidade do Iraque, ocupada pelos 'jihadistas'.

Abadi tinha antes criticado o decreto de Trump, considerando que punia os que "combatem o terrorismo".

Lusa


  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22