sicnot

Perfil

Mundo

Prince deixou músicas inéditas e a Universal comprou os direitos

© Lucas Jackson / Reuters

Sem herdeiros legais ou testamento, a editora Universal "herdou" agora o legado de Prince. Incluíndo um cofre onde o músico guardava músicas inéditas.

Para além do controlo dos 25 albúns editados de Prince, a Universal, num acordo com o administrador do património do cantor, obteve também os direitos de músicas nunca antes ouvidas ou editadas. A "herança" estava guardada num cofre, cujo código só o cantor sabia, na sua propriedade em Paisley Park, no Minnesota, onde foi encontrado morto em abril do ano passado.

Para além dos inéditos, a partir do próximo ano o novo acordo também dá à Universal os direitos dos álbuns lançados entre 1979 e 1995.

O advogado e gestor do património de Prince parece também ter fechado acordos com os principais sites de streaming, como o Deezer e o Spotify.

Acordos que não deixam de ser curiosos dada a má relação de Prince com editoras, e mais à frente com a internet, tendo o músico chegado a formar a sua própria editora contra aquilo que acreditava ser uma "escravidão virtual".

Ao longo da sua carreira, Prince vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo o mundo. Os seus maiores sucessos foram Purple Rain, Let's go Crazy e Kiss. O cantor morreu aos 57 anos com uma overdose de analgésicos.

  • Morreu o cantor Prince

    Prince 1958-2016

    O cantor Prince foi encontrado morto em casa na cidade de Minneapolis, no Estado norte-americano do Minnesota. De acordo com a página especializada em celebridades TMZ, que cita autoridades policiais, foi aberta uma investigação à morte do músico em Paisley Park, onde Prince tinha casa e um estúdio. O músico tinha sido hospitalizado recentemente com uma gripe.

  • Ana Moura num tributo emotivo e nostálgico a Prince
    1:39

    Cultura

    A fadista portuguesa Ana Moura integrou esta quinta-feira a homenagem ao músico Prince, em St. Paul, no Estado do Minnesota, nos Estados Unidos. A cantora portuguesa cantou um fado, num espetáculo que assinalou os seis meses sobre a morte do músico norte-americano, onde atuaram também nomes como Stevie Wonder ou Chaka Khan. A irmã de Prince, Tyra Nelson, deixou um agradecimento a todos os presentes pela "oportunidade" de assinalar mais uma homenagem ao músico.

  • Prince 1958-2016

    New Articles

    22 de abril de 2016. O músico norte-americano Prince morreu aos 57 anos. Deixa um legado com mais de 30 álbuns, dezenas de êxitos e mais de cem milhões de discos vendidos. Estava a preparar uma autobiografia, agendada para 2017.

  • Prince não deixou testamento

    Prince 1958-2016

    A irmã de Prince confirmou que o músico não deixou nenhum testamento. Contudo, Tyka Nelson já preencheu os documentos a pedir que Tribunal disponibilizasse um administrador para analisar o património de Prince.

  • Droga encontrada na casa de Prince
    1:24

    Prince 1958-2016

    A investigação à morte de Prince ainda não está fechada. Na casa do cantor, foram encontradas dezenas de comprimidos, que contêm uma substância 50 vezes mais poderosa que a heroína. Os resultados da autópsia revelaram que o músico de 57 anos murreu devido a uma overdose.

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.