sicnot

Perfil

Mundo

Prosseguem combates no norte da Síria contra o Daesh

Tropas Peshmerga curdas conquistam Bachiqa ao Daesh, 9 de novembro de 2016.

© Thaier Al-Sudani / Reuters

Rebeldes apoiados pelas forças turcas e militares sírios, auxiliados por brigadas mecanizadas russas, continuam operações contra o Daesh em Al-Bab, no norte da Síria, disse esta sexta-feira o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

A organização não-governamental refere que prosseguem os combates que começaram na quinta-feira a sul de Al-Bab entre os insurgentes e as forças leais ao governo sírio.

Os grupos da oposição a Damasco e as tropas turcas confrontam-se com o Daesh na zona norte de Al-Bab, bastião dos extremistas na província de Alepo.

Por outro lado, os soldados sírios que contam com o apoio de equipas de elite do grupo xiita libanês Hezbollah e da artilharia russa lutam contra os radicais islâmicos na povoação de Al Taltal, a três quilómetros a sul de Al-Bab.

Segundo a estação de televisão CNNTurk, as Forças Armadas da Turquia informaram na quinta-feira que um avião de combate russo foi responsável pelas mortes de três soldados turcos durante um bombardeamento no norte da Síria.

Segundo a notícia da televisão, o caça-bombardeiro russo atacou "por engano" um edifício onde se encontravam os soldados turcos.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou condolências ao chefe de Estado da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Entretanto, o xeque Hashem al Sheij, líder do Órgão de Libertação do Levante, uma aliança de fações ligadas ao antigo grupo ligado a Al Qaeda na Síria transmitiu esta sexta-feira um vídeo em que reforça a intenção de combater o regime de Bachar al Assad.

Lusa

  • Hospitais vão ser penalizados se não cumprirem tempos de espera
    2:37

    País

    O Ministério da Saúde vai penalizar os hospitais que não cumprem os tempos de espera nas urgências e que tenham taxas elevadas de cesarianas. O novo modelo de financiamento prevê ainda linhas de financiamento próprio para a obesidade e rastreios do cancro do cólon e do colo do útero.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26