sicnot

Perfil

Mundo

Central de Almaraz vai pedir prolongamento da licença por mais 20 anos

A administração da central nuclear de Almaraz já tem preparado o pedido de prolongamento da licença de exploração após 2020, quando expira a atual licença.

O porta-voz da central nuclear de Almaraz confirmou ao Canal Extremadura que irá apresentar o pedido de prolongamento da licença de funcionamento, já este verão, ao ministério da energia de Espanha. Ao canal de televisão Aniceto González disse ainda que as medidas de segurança adotadas na unidade, com um investimento de mais de 600 milhões de euros nos últimos 10 anos, permitem solicitar uma renovação por mais 20 anos. A concretizar-se o pedido, e se o ministério da energia der a autorização ouvido o Conselho de Segurança Nuclear espanhol, a central de Almaraz poderia vir a trabalhar durante 60 anos.

A confirmação surge no final de uma semana em que o debate sobre o futuro da energia nuclear em Espanha voltou à ordem do dia, após ser conhecido o parecer positivo dado pelo Conselho de Segurança Nuclear (CSN) para a reabertura da central de Santa Maria de Garoña, em Burgos, que está parada desde 2012 por questões de segurança. O CSN deu um parecer positivo condicionado à adoção de determinadas medidas de segurança, e está agora nas mãos do ministério da energia a decisão final. Toda a oposição parlamentar em Espanha e as organizações ecologistas contestam a reabertura e já consideraram que, se for aprovada, é um precedente para a que todas as centrais espanholas que estão à beira de fazer 40 anos possam vir a trabalhar 60 anos ou mais.

A imprensa espanhola deu notícia que o presidente do CSN, Marti Scharfausen, enviou uma carta ao ministro da energia, Álvaro Nadal, a sugerir que sejam aprovadas alterações no articulado das licenças de exploração das centrais nucleares espanholas, para que possam funcionar sem limite temporal, apenas com a obrigatoriedade de revisões gerais periódicas de 10 em 10 anos.

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.