sicnot

Perfil

Mundo

Frank-Walter Steinmeier eleito Presidente da Alemanha pelo Parlamento

Rainer Jensen / AP

O social-democrata Frank-Walter Steinmeier foi eleito hoje por maioria parlamentar Presidente da Alemanha. A chanceler Angela Merkel elogiou Steinmeier como um bom Presidente em "tempos difíceis"

Frank-Walter Steinmeier sucede a Joachim Gauck, antigo pastor dissidente da Alemanha de Leste.

O antigo chefe da diplomacia alemã até final de janeiro foi eleito por 931 votos, num total de 1.239 grandes eleitores.

Merkel elogia Steinmeier como um bom Presidente em "tempos difíceis"

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou hoje que o social-democrata Frank-Walter Steinmeier será um "magnífico" Presidente da Alemanha e mostrou-se convicta da sua capacidade para alcançar consensos em "tempos difíceis".

"Vai ser Presidente em tempos difíceis", sublinhou Merkel em breves declarações à imprensa após a votação na Assembleia Federal, onde Steinmeier, candidato de consenso de conservadores e sociais-democratas, obteve 931 votos dos 1.253 delegados presentes.

Na opinião de Merkel, Steinmeier tem não só o apoio da Assembleia, como da maioria do povo alemão.

A chanceler destacou ainda que quando ocupou o cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros, Steinmeier sempre teve "tacto" para "procurar caminhos e encontrar soluções" nas situações mais difíceis e considerou que essa característica também o vai ajudar na política interna.

"Este é um dia bom para a Alemanha", disse Merkel.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.