sicnot

Perfil

Mundo

Britânica encontra vestido de noiva com 150 anos desaparecido em lavandaria

Tess Newall lançou um apelo nas redes sociais depois do vestido de noiva na família há 5 gerações ter desaparecido. A relíquia, feita à mão pela tetravó em 1870 e usada por todas as gerações, desapareceu depois ter sido enviada para uma lavandaria. Só que esta faliu pouco tempo depois.

A sua avó sugeriu e a ela não teve dúvidas na altura de escolher o vestido de noiva. Afinal todas as mulheres da família tinham-se casado com o mesmo vestido costurado pela sua tetravó.

"Quando fiquei noiva, a minha avó disse que eu podia usar o vestido que estava no sótão e que já era da nossa família há mais de cem anos. Eu sempre gostei de coisas antigas e foi uma honra poder vesti-lo no dia do meu casamento. Lembro-me de quando abri a caixa, ele estava meio amarelado, enrolado num papel de seda".

Tess casou-se com Alfred em junho de 2016 e depois do grande dia o vestido seguiu para uma lavandaria. Esta tinha dado um prazo longo para entregar o vestido limpo, mas o tempo foi passando e as 10 semanas limite para entrega [que a família achou demasiado] passaram. A família começou a ficar desconfiada. A peça foi entregue em setembro, em novembro decidiram ir até ao local. Lá encontraram uma placa que informava a falência da empresa. Nada de vestido.Triste com este final, Tess resolveu usar as redes sociais para fazer um apelo, convencida que a essa altura já teria sido vendido.

"Descobri que a lavandaria perdeu o meu amado vestido de casamento (...) Por favor, partilhem esta publicação para o caso de alguém esbarrar com ele por aí. Eu sei que há assuntos mais importantes no mundo, mas este vestido representa muito para nós. Queremos que mais memórias de família sejam costuradas naqueles bordados", escreveu na publicação no Facebook.

Numa semana a publicação teve mais de 250 mil partilhas e qual não foi o seu espanto quando recebeu boas notícias.

"Recebemos uma chamada muito gentil do proprietário da loja que tinha lido sobre o caso. Ele foi verificar o que tinha sido deixado pela Wylie&Bisset e encontrou um vestido antigo de renda numa pilha de roupa amarfanhada no chão. A minha mãe e o meu pai foram lá e, para o espanto e alegria deles, é o nosso vestido! (Não lavado, mas ainda com o nosso bilhete)", postou ela. A minha família não sabe como agradecer a todos por terem criado este "frenesim" que nos permitiu entrar na loja e encontrar o vestido".

Caso para se dizer que esta história teve um final feliz.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • "Reforma da Proteção Civil esgotou prazo de validade"
    2:34

    Tragédia em Pedrógão Grande

    António Costa reconheceu esta quinta-feira que a reforma da Proteção Civil que liderou em 2006 está esgotada, e não pode dar resultados sem uma reforma da floresta. Na mesma altura, o ministro da Agricultura admitiu que os problemas já estavam identificados há uma década, sem explicar por que razão não foram atacados pelo Governo socialista da altura.

  • "De um primeiro-ministro esperam-se respostas, não perguntas"
    0:35

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assunção Cristas acusa o ministro da Agricultura de ter deitado ao lixo a legislação do anterior Governo que poderia ser útil no combate aos incêndios. O CDS exige uma responsabilização política pela tragédia de Pedrógão Grande, diz que há muito por esclarecer e por esse motivo entregou esta quinta-feira ao primeiro-ministro um conjunto de 25 perguntas.

  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

    Última Hora

  • Revestimento da Torre de Grenfell era tóxico e inflamável
    1:52
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.