sicnot

Perfil

Mundo

Britânica encontra vestido de noiva com 150 anos desaparecido em lavandaria

Tess Newall lançou um apelo nas redes sociais depois do vestido de noiva na família há 5 gerações ter desaparecido. A relíquia, feita à mão pela tetravó em 1870 e usada por todas as gerações, desapareceu depois ter sido enviada para uma lavandaria. Só que esta faliu pouco tempo depois.

A sua avó sugeriu e a ela não teve dúvidas na altura de escolher o vestido de noiva. Afinal todas as mulheres da família tinham-se casado com o mesmo vestido costurado pela sua tetravó.

"Quando fiquei noiva, a minha avó disse que eu podia usar o vestido que estava no sótão e que já era da nossa família há mais de cem anos. Eu sempre gostei de coisas antigas e foi uma honra poder vesti-lo no dia do meu casamento. Lembro-me de quando abri a caixa, ele estava meio amarelado, enrolado num papel de seda".

Tess casou-se com Alfred em junho de 2016 e depois do grande dia o vestido seguiu para uma lavandaria. Esta tinha dado um prazo longo para entregar o vestido limpo, mas o tempo foi passando e as 10 semanas limite para entrega [que a família achou demasiado] passaram. A família começou a ficar desconfiada. A peça foi entregue em setembro, em novembro decidiram ir até ao local. Lá encontraram uma placa que informava a falência da empresa. Nada de vestido.Triste com este final, Tess resolveu usar as redes sociais para fazer um apelo, convencida que a essa altura já teria sido vendido.

"Descobri que a lavandaria perdeu o meu amado vestido de casamento (...) Por favor, partilhem esta publicação para o caso de alguém esbarrar com ele por aí. Eu sei que há assuntos mais importantes no mundo, mas este vestido representa muito para nós. Queremos que mais memórias de família sejam costuradas naqueles bordados", escreveu na publicação no Facebook.

Numa semana a publicação teve mais de 250 mil partilhas e qual não foi o seu espanto quando recebeu boas notícias.

"Recebemos uma chamada muito gentil do proprietário da loja que tinha lido sobre o caso. Ele foi verificar o que tinha sido deixado pela Wylie&Bisset e encontrou um vestido antigo de renda numa pilha de roupa amarfanhada no chão. A minha mãe e o meu pai foram lá e, para o espanto e alegria deles, é o nosso vestido! (Não lavado, mas ainda com o nosso bilhete)", postou ela. A minha família não sabe como agradecer a todos por terem criado este "frenesim" que nos permitiu entrar na loja e encontrar o vestido".

Caso para se dizer que esta história teve um final feliz.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.