sicnot

Perfil

Mundo

Estudo conclui que o filho mais velho é geralmente o mais inteligente

© Michaela Rehle / Reuters

A ordem de nascimento numa família parece não afetar na formação da personalidade, mas pode influenciar na capacidade cognitiva. Um novo estudo realizado nos Estados Unidos concluiu que o filho mais velho é geralmente mais inteligente e tem mais sucesso a nível académico.

A investigação baseou-se na informação disponível no Children of the National Longitudinal Survey of the Youth, que inclui dados de milhares de norte-americanos entre os 14 e os 21 anos de idade. Os registos incluem referências sobre educação, emprego e outras informações gerais. Algumas das crianças foram regularmente interrogadas sobre questões relativas ao seu nascimento, ambiente familiar, resultados escolares, etc.

"Ficámos surpreendidos ao verificar que a ordem de nascimento, os diferentes resultados em testes cognitivos e o comportamento parental tivessem uma relação logo desde muito cedo", disse à NBC Jee-Yeon K. Lehmann, co-autora do estudo publicado no Journal of Human Resources.

"Com o primeiro filho, os pais tendem a querer fazer tudo muito bem, geralmente estão muito conscientes da importância da interação e investem bastante no filho mais velho", referiu Lehmann.

"Em relação ao segundo filho e aos que se seguem, os pais tendem a ser mais relaxados em relação às necessidas que podem ser consideradas menos essenciais para os seus filhos", sublinhou a investigadora.

O estudo concluiu que os pais dão o mesmo amor e carinho a todos os seus filhos, mas os mais velhos são intelectualmente mais estimulados, sendo as famílias incapazes de manter os mesmo nível de estimulação com os filhos que nascem a seguir. Os progenitores passam menos tempo a ler para os filhos mais novos e a ensinar-lhes conceitos básicos, como por exemplo o alfabeto. Também é menos provável que garantam atividades ou brinquedos suficientemente estimulantes.

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52