sicnot

Perfil

Mundo

Homem processa Uber por ter causado o divórcio

Um cidadão francês processou a Uber por supostamente ter levado ao seu divórcio. Segundo a imprensa francesa, a mulher do cidadão terá descoberto a traição do marido através de notificações enviadas pela Uber.

Conforme relata o jornal "Le Figaro", o homem abriu a sua conta no Uber a partir do iPhone da mulher. Mesmo depois de fazer o log out no aparelho, a aplicação continuou a enviar para o smartphone da mulher informações sobre utilizações posteriores.

A mulher foi tenho conhecimento dos itinerários feitos pelo marido, tendo supostamente obtido provas de uma traição.

O homem, que pediu o anonimato, alega que a "falha técnica" da Uber despertou as suspeitas da mulher e causou o divórcio. pelo que interpôs uma ação no Tribunal Superior de Grasse. A primeira audiência está marcada para março.

A Uber, por sua vez, enviou uma nota ao jornal francês, dizendo “não comentar publicamente casos individuais, incluindo um envolvido no contexto de um processo de divórcio entre cônjuges".

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.