sicnot

Perfil

Mundo

Príncipes William e Kate visitam França em meados de março

© Darren Staples / Reuters

O príncipe William e a mulher, Kate, visitam Paris a 17 e 18 de março para assistir ao jogo de râguebi França-País de Gales, visita que deverá coincidir com o início das negociações para o "Brexit".

"A visita de Suas Altezas Reais é uma iniciativa do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico", informou o palácio de Kensington, residência oficial dos príncipes, num comunicado.


A visita deverá coincidir com o momento de ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa, que dá início ao processo de negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), que a primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou para o final de março.


Em Paris, o duque e a duquesa de Cambridge vão manter encontros com "dirigentes franceses de várias áreas" e participar num jantar oficial na residência do embaixador britânico", precisa o comunicado.


O jogo França-País de Gales, a 18 de março à tarde, insere-se no Torneio das Seis Nações.


Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.