sicnot

Perfil

Mundo

Entidades científicas dos EUA admitem ensaios para edição de genoma humano

As academias norte-americanas de Ciências e Medicina admitem, num relatório divulgado esta terça-feira, a possibilidade de ensaios clínicos visando a edição do genoma humano hereditário (corta e cola de ADN num embrião) para fins terapêuticos e sob supervisão rigorosa.

A edição do genoma (toda a informação genética) a que se refere o relatório significa adicionar, remover ou substituir pares de bases de ADN (moléculas que carregam a informação genética) em gâmetas (células sexuais) ou embriões.

O documento considera que, uma vez que a tecnologia está a avançar muito rapidamente, a edição do genoma em embriões, óvulos, esperma ou células estaminais, no futuro, é "uma possibilidade realista" que merece ser devidamente estudada.

Para avançarem, os ensaios clínicos terão de restringir a edição de genes aos que podem causar ou predispor a uma doença grave e acautelar a equação riscos-benefícios para a saúde, salvaguarda o relatório.

Nos Estados Unidos, a edição do genoma humano é usada na investigação básica e está a começar a ser testada em aplicações clínicas que abrangem células somáticas (células que, ao contrário das reprodutivas, não estão envolvidas na reprodução) e para efeitos de prevenção e tratamento de doenças numa determinada pessoa.

Contudo, é proibida a edição do genoma humano hereditário, da chamada 'linha germinativa' (das células reprodutivas e do embrião).

As academias norte-americanas de Ciências e de Medicina criaram um comité de especialistas internacionais para avaliar questões científicas, éticas, sociais e políticas associadas à edição do genoma humano.

"A edição do genoma humano é uma grande promessa para a compreensão, o tratamento ou para a prevenção de muitas doenças genéticas devastadoras e para melhorar o tratamento de muitas outras doenças", assinalou a copresidente do comité, Alta Charo, citada num comunicado das duas instituições privadas.

A perita em bioética ressalvou, no entanto, que "a edição do genoma para melhorar traços ou capacidades gera preocupações sobre se os riscos podem pesar mais que os benefícios".

Uma das preocupações refere-se à interferência na reprodução humana, muito embora a edição do genoma da 'linha germinativa' possa fornecer a alguns pais portadores de doenças genéticas a possibilidade de terem filhos livres dessas patologias.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.