sicnot

Perfil

Mundo

Adiada para quinta-feira reunião em Astana sobre cessar-fogo na Síria

© Muzaffar Salman / Reuters

A reunião plenária da segunda ronda de negociações sobre o cessar-fogo na Síria, que deveria realizar-se esta quarta-feira em Astana, foi adiada para quinta-feira, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Cazaquistão.

"O início da reunião de alto nível no âmbito do processo de Astana para a resolução da situação na Síria foi adiado até às 12:00 (hora de Astana) de 16 de fevereiro", anunciou a diplomacia cazaque, citada pelas agências noticiosas AFP e Efe.

Uma fonte na delegação russa confirmou o adiamento da reunião plenária devido a atrasos das delegações da Turquia e da oposição síria, que não chegaram a tempo à capital do Cazaquistão, apesar de avançar que ao longo do dia de hoje realizar-se-ão consultas prévias às negociações.

"Ocorreu um pequeno adiamento por causa as más condições meteorológicas, mas as delegações da Turquia e da oposição síria chegam hoje", explicou.

As conversações de Astana reúnem o governo de Bashar al-Assad, os grupos opositores armados, os países garantes do cessar-fogo - Rússia, Turquia e Irão -, a Jordânia e a ONU e eventualmente representantes dos Estados Unidos.

A Rússia afirma que as conversações de Astana servem para apoiar as de Genebra, mas há do lado ocidental analistas que admitem que pretendam constituir-se como via alternativa, para a Rússia e a Turquia, e, com menos peso, o Irão, acordarem uma solução política mutuamente satisfatória.

A ronda de Astana servirá de prelúdio ao reinício das negociações de paz de Genebra, na próxima semana.

A agenda destas conversações, que serão as quintas na Suíça, deverá incidir nas questões políticas decisivas que dividem as duas partes, designadamente o futuro do Presidente sírio.

A oposição insiste no afastamento de Assad, mas o regime recusa sequer discutir a questão.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.