sicnot

Perfil

Mundo

Detida suspeita de ter assassinado meio-irmão de Kim Jong-un

Shizuo Kambayashi

As autoridades da Malásia detiveram uma mulher alegadamente envolvida no assassinato do irmão do líder norte-coreano, Kim Jong-un. A suspeita, com passaporte vietnamita, foi detida esta manhã no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur.

A mulher, Doan Thi Huong, nascida a 31 de maio de 1988, "foi formalmente identificada a partir das câmaras de vídeovigilância no aeroporto e estava sozinha no momento da detenção", anunciou o chefe da polícia deste país do sudeste asiático, Khalid Abu Bakar.

Kim Jong-Nam, de 45 anos, filho mais velho do falecido Kim Jong-Il que vivia há anos no exílio, terá sido assassinado na segunda-feira quando aguardava por um voo com destino a Macau.

Terá sido envenenado nessa altura por duas mulheres, acabando por sucumbir a caminho do hospital.

Suspeita-se que as duas mulheres estariam ao serviço da Coreia do Norte.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.