sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump recebe hoje Benjamin Netanyahu

© Amir Cohen / Reuters

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, encontra-se esta quarta-feira com o Presidente norte-americano para verificar se as promessas pró-israelitas de Donald Trump enquanto candidato resistem à realidade das políticas em curso na Casa Branca.

Analistas internacionais consideram que Netanyahu vai testar em Washington a sua margem de manobra quanto à política de colonatos nos territórios ocupados palestinianos.

Após oito anos de tensão com a anterior administração norte-americana, de Barack Obama, precisamente por causa desta questão e por causa do programa nuclear do Irão, o governo de Netanyahu, considerado um dos mais à direita na história de Israel, viu na eleição de Donald Trump uma oportunidade de iniciar uma nova relação com a Casa Branca.

Netanyahu afirmou no domingo passado que pensa dizer a Trump que apoia a solução de dois Estados (Israel e Palestina, defendida pela comunidade internacional e, até agora, pelos EUA), mas que iria denunciar a má vontade palestiniana.

Já Trump tem vindo a matizar as declarações de apoio a Israel feitas ao longo da campanha.

O primeiro-ministro israelita também equaciona abordar detalhadamente a questão do Irão, considerado o inimigo número um de Israel.

Netanyahu foi um dos mais críticos do acordo de 2015 entre Teerão e as grandes potências (Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha) sobre o programa nuclear iraniano, considerando-o "um erro histórico".

Trump disse em campanha que este acordo era "o mais estúpido" que já tinha visto.

Netanyahu também surge em Washington num momento em que a administração Trump está a lidar com a demissão de Michael Flynn, um fiel de primeira hora e até agora conselheiro para a Segurança Nacional.Caso ainda estivesse em funções, Flynn seria um dos elementos chave em qualquer das reuniões com os israelitas.

Lusa

  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.

  • Primeiro-ministro israelita felicita o "amigo" Donald Trump

    Mundo

    O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, felicitou Donald Trump, que esta sexta-feira tomou posse como Presidente dos Estados Unidos, antevendo que a aliança entre os dois países será "mais forte do que nunca". Numa breve mensagem em inglês e em hebraico publicada nas redes sociais Facebook e Twitter, onde são visíveis as bandeiras de Israel e dos Estados Unidos, o chefe do governo israelita chamou "amigo" a Donald Trump.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.