sicnot

Perfil

Mundo

Lufthansa chega a acordo com pilotos para pôr fim a braço-de-ferro

© Tobias Schwarz / Reuters

A companhia aérea alemã chegou a acordo com os sindicatos para aumentar em 8,7% salários de 5.400 pilotos das companhias Lufthansa, Lufthansa Cargo e Germanwings e pôr fim a um longo diferendo salarial que custou cerca de 500 milhões de euros e mais de uma dezena de greves.

Ao aumento que deverá ser feito em 4 etapas, até 2019, acrescem prémios num volume total de cerca de 30 milhões de euros, ou seja, cerca de 5.000 a 6.000 euros por piloto. Isto corresponde a "cerca de meio mês de salário" por piloto, indicou em comunicado o Cockpit, considerado "aceitável" o compromisso alcançado.

A subida da remuneração dos pilotos vai aumentar os custos salariais do grupo em cerca de 85 milhões de euros por ano, precisou a Lufthansa. O novo acordo, que deve ainda ser aprovado pelos membros do sindicato, vai estar em vigor até ao fim de 2019.

O grupo quer compensar este custo adicional fretando 40 aviões, sem que as tripulações sejam abrangidas pelo novo acordo salarial.
No outono de 2016, a Lufthansa já tinha chegado a acordo com a Air Berlin para alugar 38 aparelhos (com tripulações incluídas) e aumentar a frota da companhia de baixo custo Eurowings, com pilotos com salários mais baixos.


O braço-de-ferro entre o sindicato Cockpit e a administração durava desde 2014. Segundo a Lufthansa, as várias greves que tiveram lugar já lhe custaram 351 milhões de euros em 2014 e 2015. Uma nova vaga de paralisações em novembro de 2016 custou 100 milhões de euros.
Há ainda outros assuntos, como as reformas, que devem ser negociados entre o sindicato e a administração.

A perspetiva de um fim para o conflito com os pilotos beneficiava as ações da Lufthansa que às 12:14 (hora de Lisboa) subiam 1,21% para 13 euros na bolsa de Frankfurt.

Com agências

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.