sicnot

Perfil

Mundo

Mãe induz parto para que marido prestes a morrer conhecesse a filha

Foi informado pelos médicos que era altamente improvável que conhecesse a menina, a sua quinta filha. Mark só tinha uma semana de vida.

Após oito meses de quimioterapia, Mark estava aparentemente curado de um cancro no cólon e a família teve o melhor Natal de todos os tempos. E a alegria era ainda maior já que a mulher, Diane estava grávida do 5º filho, uma menina.

Mas tudo caiu por terra quando Mark se voltou a sentir mal e no primeiro dia do ano novo foi-lhe diagnosticado fibrose pulmonar - uma cicatriz que ocorre dentro dos pulmões e impede o fluxo de oxigénio para o cérebro e outros órgãos vitais. Os médicos deram-lhe uma semana de vida.

O caso remonta a 2012, nos EUA, e foi agora relembrado pelo programa de televisão The Doctors e pelo site australiano news.com.au.

A família dava as boas vindas a Savannah ao mesmo tempo que se despediam do pai.

A família dava as boas vindas a Savannah ao mesmo tempo que se despediam do pai.

A mulher Diane estava determinada a que, pai e filha, ainda se encontrassem e então tomou a decisão de renunciar aos planos iniciais de um parto natural pela a indução de forma a que o marido pudesse segurar a bebé antes de morrer.

Savannah nasceu de cesariana a 18 de janeiro e Mark foi a primeira pessoa a segurar na bebé. Ele embalou-a durante por 45 minutos.

"Quando induzíamos o trabalho, ele estava na cama lado a lado comigo. Para mim foi um dia bonito - ele estava bem acordado e alerta durante todo o dia ", disse Diane a um programa de televisão. "Quando a enfermeira limpou a bebé e a pôs ao colo do Mark, via-se a dor nos seus olhos, mas ainda falou com ela, disse que ele era o seu pai e que a amava."

Mark conseguiu ainda segurar a bebé por uns breves momentos no dia seguinte antes de entrar em coma. Morreu dois dias depois.

"Ele estava em coma há cerca de 48 horas e eu via no monitor que os seus sinais vitais estavam a cair e que ele iria morrer em breve. Então eu coloquei a bebé nos seus braços e dei-lhe a mão até que ele parou de respirar."

Diane queria apenas o marido ao seu lado para acompanhar o crescimentos dos seus cinco filhos.

"Eu só sinto falta dele, sinto muito a sua falta. Estávamos realmente, realmente, realmente apaixonados. "

(Nota: atualizado às 12:56 - clarifica quando e onde aconteceu o caso)

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.