sicnot

Perfil

Mundo

"Atacar jornalistas no exercício do seu trabalho é uma agressão contra a liberdade de expressão"

A organização Repórteres Sem Fronteiras (SEF) pediu esta quarta-feira às autoridades da República Dominicana para que identifiquem o "mais rapidamente possível" os responsáveis pelo assassínio de dois jornalistas no país.

"Atacar jornalistas no exercício do seu trabalho é uma agressão caracterizada contra a liberdade de expressão. Os Repórteres Sem Fronteiras dão todo o seu apoio aos jornalistas dominicanos e às famílias das vítimas", referiu, em comunicado, Emmanuel Colombié, diretor da América Latina da organização.

Os dois jornalistas foram hoje mortos por um desconhecido que entrou nas instalações da rádio onde trabalhavam na cidade de San Pedro de Macorís, a leste de Santo Domingo.

A organização sublinha que a tragédia ocorreu um dia depois de ter alertado para a vulnerabilidade das emissoras de rádio da América Latina, sobretudo as situadas nas zonas rurais.

Lusa

  • Manifestações contra os incêndios um pouco por todo o país
    1:33

    País

    Estão marcadas para esta tarde várias manifestações contra os incêndios e as políticas florestais, mas também de homenagem às vítimas dos fogos que arrasaram o país. As iniciativas de protesto são quase todas organizadas através das redes sociais e por grupos de cidadãos.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.