sicnot

Perfil

Mundo

Detidos mais dois suspeitos de ligações à morte de Kim Jong-nam

Itsuo Inouye/ AP

Foram detidos na Malásia mais dois suspeitos de ligações à morte de Kim Jong-nam, irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. Uma mulher indonésia e um homem malaio foram detidos, esta terça-feira, depois de uma primeira mulher com passaporte vietnamita já ter sido detida.

Kim Jong-nam, meio-irmão mais velho do líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi morto na segunda-feira. Jong-nam era o filho primogénito do ditador norte-coreano Kim Jong-il, filho da sua primeira concubina, a atriz Song Hye-rim.

Até ao início do século XXI, era considerado o provável sucessor do pai, que morreu em 2011. Em 2001, no entanto, foi detido no aeroporto de Tóquio com um passaporte falso com o qual alegadamente queria visitar um parque Disney no Japão. Emigrou para a China em 1995 e vivia desde então entre Pequim e Macau.

Ao que tudo indica, terá sido vítima de envenenamento, enquanto aguardava por um voo no aeroporto de Kuala Lumpur. As autoridades da Malásia anunciaram que a autópsia já foi realizada, mas os resultados ainda não foram divulgados.

O terceiro suspeito, Abdul Samah, cidadão malaio, foi preso no aeroporto de Kuala Lumpur e segundo as autoridades é namorado de uma das duas mulheres presas anteriormente.

O chefe da polícia da capital da Malásia, Abu Bakar, disse à agência de notícias Bernama que além da prisão efetuada hoje no aeroporto foram presas duas mulheres alegadamente ligadas à morte de Kim Jong Nam, e que uma delas é portadora de passaporte indonésio.

Entretanto, o vice-primeiro-ministro da Malásia disse que o corpo de Kim Jong-nam vai ser trasladado para a Coreia do Norte tal como foi pedido por Pyongyang.

"Nós respeitamos os pedidos de todos os governos estrangeiros, assim como todos procedimentos a seguir. As nossas políticas consistem no respeito pelas relações bilaterais de todos os países estrangeiros", disse Ahmad Zahid Hamidi aos jornalistas, confirmando o pedido de Pyangyang.

Com Lusa

  • Malásia vai entregar corpo do meio-irmão do líder norte-coreano a Pyongyang 

    Mundo

    A Malásia vai entregar à Coreia do Norte o corpo de Kim Jong-nam, meio-irmão do líder da norte-coreano, a pedido Pyongyang, apesar de ainda haver "procedimentos a seguir", afirmou hoje o vice-primeiro-ministro malaio. "Vamos facilitar o pedido por qualquer governo estrangeiro, apesar de haver procedimentos que têm de ser seguidos. A nossa política é a de que temos de honrar as nossas relações bilaterais com qualquer país estrangeiro", disse Ahmad Zahid Hamidi, após confirmar um pedido por parte da Coreia do Norte nesse sentido.

  • As primeiras reações à morte de Chester Bennington

    Cultura

    Chester Bennington, vocalista da banda de metal alternativo Linkin Park, morreu esta quinta-feira em casa em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, nos EUA. Várias celebridades já reagiram à morte do músico de 41 anos. Segundo o TMZ, o cantor da banda norte-americana suicidou-se.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional

    Mundo

    A antiga estrela de futebol americano O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional, depois de ter cumprido nove anos de prisão num estabelecimento prisional do estado do Nevada, nos Estados Unidos.

  • Filho do leão Cecil também foi abatido por um caçador

    Mundo

    Xanda pode ter tido o mesmo fim que o seu pai, o leão Cecil, que em 2015 foi abatido por um caçador, no Zimbabué. Na altura, a morte de Cecil tomou proporções inéditas, chegando uma imagem do leão a ser projetada na fachada do Empire State Building. Agora, Xanda terá sido abatido a tiro por um caçador de troféus.