sicnot

Perfil

Mundo

E se pedisse um emprego ao patrão do Google? Uma menina de 7 anos pediu e teve resposta

Rita Ferro

Jornalista

Uma menina de 7 anos de idade escreveu ao patrão do Google para pedir um emprego. Aqui está a resposta do CEO.

O pior que pode acontecer é um não, certo?

Foi o que pensou Chloe Bridgewater de 7 anos de idade, que mora em Hereford, no Reino Unido. A menina escreveu uma carta ao Google a pedir emprego.

"Depois de ver imagens dos escritórios da Google, com karts e slides, a minha filha de 7 anos decidiu escrever para ver se lhe davam um emprego", Andy Bridgewater escreveu no LinkedIn.

Como um verdadeiro candidato qualificado, no currículo Chloe enumerou os seus pontos fortes: "Eu gosto de computadores e tenho um tablet onde faço jogos" e explicou por que acreditava que seria uma mais valia para a empresa.

E ainda deu referências: "Os meus professores disseram aos meus pais que eu me porto muito bem na sala de aula e sou boa em ortografia, leitura e contas". Na carta acrescenta que também gostava de trabalhar numa fábrica de chocolates e nadar nos Jogos Olímpicos. E alertou para o facto de que esta seria a sua primeira candidatura, e, virtualmente, a primeira carta:

"Eu só enviei outra e foi para o Pai Natal."

A carta chamou a atenção do CEO do Google, Sundar Pichai, que escreveu de volta com um incentivo:

"Acho que se você continuar a trabalhar assim e seguir os seus sonhos, você pode realizar tudo o que quiser - desde trabalhar no Google até nadar nos Jogos Olímpicos. Estou ansioso para receber a sua candidatura de emprego quando tiver terminado a escola!".

Um porta-voz do Google confirmou à CNBC que a carta é, de facto, real.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.