sicnot

Perfil

Mundo

Finlândia aumenta efetivos militares mobilizáveis com 50.000 tropas

A Finlândia anunciou hoje que vai aumentar em 50.000 o número de efetivos militares mobilizáveis em caso de conflito, num contexto de rearmamento da vizinha Rússia.

A Finlândia, que não é membro da NATO, vai aumentar aqueles efetivos de 230.000 para 280.000 para "melhorar a capacidade de defender a totalidade do território nacional", anunciou o governo num relatório.

O país tem uma fronteira de 1.340 quilómetros com a Rússia.

"A Rússia ambiciona reforçar o seu estatuto de grande potência e afirma o objetivo de um regime de segurança assente na esfera de influência", afirma o relatório, frisando que a estabilidade geopolítica no Mar Báltico se degradou.

O aumento de efetivos tem um custo estimado de 55 milhões de euros na despesa anual em Defesa, atualmente de 2,4 mil milhões de euros.

A Finlândia lançou recentemente um processo de modernização da Marinha e de aquisição de aeronaves.

O ministro da Defesa, Petteri Orpo, defendeu que a despesa em Defesa deve aumentar 0,3 a 0,4 pontos percentuais do Produto Interno Bruto (PIB) para atingir 1,5% ou 1,6% em 2020, para ficar "a um bom ou muito bom nível na Europa".

Lusa


  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.