sicnot

Perfil

Mundo

Lego vai construir casa em tamanho real na sua cidade natal

© Hannibal Hanschke / Reuters

A Lego, fabricante de brinquedos dinamarquesa, está a construir uma mega casa em tamanho real com as peças da marca. A "Lego House" deve ser inaugurada em setembro próximo junto à sede em Billund, na Dinamarca.

"A Lego House será a única do género no mundo e permanecerá assim, porque Billund é o lar da Lego e é onde estaremos sempre", disse à Reuters o gerente geral, JesperVilstrup.

O edifício de 12.000 metros quadrados, projetado pelo arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, incluirá três restaurantes, uma loja de Lego, quatro áreas de jogo e um ecrán com a história de Lego, e criações feitas por fãs.

A Lego House vai "mostrar tudo o que o tijolo Lego pode fazer", disse Vilstrup.

A Lego, que compete com a Mattel, das bonecas Barbie, para se tornar a maior fabricante de brinquedos do mundo, uniu-se a filmes como Star Wars em acordos que abrangem conjuntos de Lego, jogos de vídeo e aplicações para telemóveis.

A empresa, fundada em 1932 por Ole Kirk Kristiansen e o colega Kjeld Kirk Kristiansen, pretende trazer as crianças de volta ao produto principal: o tijolo Lego, produzido pela primeira vez em 1958.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.