sicnot

Perfil

Mundo

Membro do AKP demite-se após avisar para guerra civil na Turquia

© Umit Bektas / Reuters

Um membro do partido AKP, no poder na Turquia, apresentou esta quinta-feira a sua demissão depois avisar para uma eventual "guerra civil" caso a reforma constitucional seja rejeitada no referendo previsto para abril.

O incidente ilustra a tensão na Turquia, dois meses antes da consulta popular sobre aquela reforma que aumenta os poderes do Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusado pelos seus críticos de autoritarismo.

"Se não ultrapassarmos os 50%, se não ganharmos o referendo, devemos estar preparados para uma guerra civil", disse Ozan Erdem, vice-líder do AKP na província de Manisa.

A declaração provocou um alvoroço, com a oposição a acusar as autoridades de levantar o espectro do caos e adotar uma retórica ameaçadora.

Ozan Erdem apresentou hoje a demissão, afirmando que a suas declarações foram distorcidas.

"As minhas afirmações foram apresentadas de uma forma que não refletem aquilo que quis dizer", afirmou, citado pela agência de notícias Dogan.

A reforma constitucional desejada pelo Presidente Erdogan desencadeou uma apaixonada discussão política na Turquia, incluindo situações de conflito no parlamento.

O novo texto transfere o poder executivo para o chefe de Estado, que também poderá passar a intervir no campo legal.

Os líderes turcos acreditam que aquela reforma é necessária para dar à Turquia um Presidente forte, capaz de lidar com os desafios económicos e de segurança.

A oposição política defende que a reforma vai dar muito poder a Recep Tayyip Erdogan, a quem acusam de autoritarismo, especialmente desde a falhada tentativa de golpe de Estado em julho.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51