sicnot

Perfil

Mundo

Trump pede a Departamento de Justiça para investigar "fugas de informação"

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse esta quinta-feira que pediu ao Departamento de Justiça que investigue "fugas criminosas" de informação sobre o Governo, que se multiplicaram nas primeiras semanas do seu mandato.

"Pedi ao Departamento de Justiça que examine as fugas. São fugas criminosas", anunciou Donald Trump, em conferência de imprensa na Casa Branca.

O chefe de Estado assegurou que as informações sobre os contactos entre pessoas da sua campanha e o Governo russo são "notícias falsas", mas que as fugas "são reais", insinuando que são feitas por "gente provavelmente da administração [do ex-presidente Barack] Obama".

Alguns daqueles funcionários continuam a trabalhar nas agências federais, enquanto esperam que cheguem os seus substitutos nomeados por Donald Trump, que estão ainda a ser aprovados pelo Senado, disse o Presidente.

O que preocupa Donald Trump, segundo assegurou, é que haja fugas de informação sobre a sua estratégia para os "problemas da Coreia do Norte" e do Médio Oriente.

Lusa

  • Trump ameaça "apanhar" os autores das fugas de informação

    Mundo

    Donald Trump garantiu hoje que vai "apanhar" os autores das fugas de informação para a imprensa, depois das revelações sobre os contactos da sua equipa de campanha com a Rússia e as conversas entre o ex-conselheiro para a Segurança Michael Flynn e o embaixador russo nos EUA.

  • "Acho que foi a Rússia"
    3:45

    Mundo

    Donald Trump deu esta quarta-feira a primeira conferência de imprensa após a eleição como Presidente dos Estados Unidos. A Rússia foi o tema que dominou as perguntas e respostas. Trump disse que acredita que a Rússia esteve por trás das fugas de informação do Comité Nacional Democrata.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51