sicnot

Perfil

Mundo

Universidade de Bristol evacuada após aluno criar bomba igual às dos ataques em Paris

paulius barakauskas

A Universidade de Bristol foi evacuada depois de um estudante ter - acidentalmente - feito a mesma bomba usada nos atentados em Paris. A universidade inglesa disse que o triperóxido de triacetona foi "criado por engano" num dos laboratório, no dia 3 de fevereiro.

Ao local, foram chamados os bombeiros, a polícia e a brigada anti-bombas, que impuseram o procedimento comum nestas situações. Ninguém ficou ferido no incidente.

O perigoso explosivo triperóxido de triacetona estava nas bombas usadas pelos militantes do Daesh, durante os ataques em Paris em novembro de 2015, que mataram 130 pessoas.

"Depois de uma longa investigação, podemos confirmar que o químico triperóxido de triacetona foi criado por engano, durante um procedimento de rotina levado a cabo por um estudante", disse um porta-voz da universidade ao the Guardian. "O estudante estava a seguir um método de literatura publicado e o risco do triperóxido de triacetona como um risco de subproduto tinha sido identificado, no processo de avaliação de risco. "

O porta-voz garantiu ainda que o processo de avaliação de risco do Departamento de Química esta a ser analisado, de modo a determinar se poderão ser feitas verificações adicionais.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15