sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela prepara bloqueio da CNN na Internet

© Russell Boyce / Reuters

A Comissão Nacional de Telecomunicações da Venezuela (Conatel) anunciou esta quinta-feira que está a coordenar com as empresas prestadoras de serviços de Internet para bloquear o sinal da estação de televisão norte-americana CNN em Espanhol.

O anúncio tem lugar um dia depois de a Conatel ordenar às operadoras de televisão por cabo a suspensão do sinal da CNN em Espanhol, canal que o Governo venezuelano acusa de estar "em guerra" contra a Venezuela.

"A nossa gerência de operações está a trabalhar com os prestadores de serviços de Internet para fazerem os respetivos bloqueios do canal", disse hoje o diretor da Conatel à televisão estatal venezuelana.

Segundo Andrés Eloy Méndez, a medida passaria por bloquear o sinal na Youtube e faz parte do processo punitivo iniciado quarta-feira contra a CNN, acusada pelo Governo do Presidente Nicolás Maduro de divulgar informação falsa e prejudicial para o Estado venezuelano.

A Venezuela suspendeu quarta-feira as emissões da cadeia televisiva CNN em espanhol, depois de notícias sobre passaportes falsos, noticiou a Associated Press.

A reportagem, intitulada "Passaportes na Sombra", foi emitida na semana passada e foi alvo das críticas do ministro dos Negócios Estrangeiros da Venezuela, Delcy Rodríguez, que a qualificou como "uma absoluta mentira".

Entretanto, o canal televisivo CNN em espanhol defendeu a sua investigação, que deu origem a uma reportagem, sobre uma alegada venda de passaportes da Venezuela a cidadãos do Médio Oriente, em resposta às críticas do Governo venezuelano.

"A CNN quer deixar claro que uma coisa são as penalidades por tráfico de drogas das autoridades norte-americanas, outra as denúncias da nossa investigação sobre irregularidades nos documentos venezuelanos".

O canal referia-se às sanções económicas impostas na segunda-feira passada pelo Governo norte-americano ao vice-presidente da Venezuela, Tarek El Aissami, por "desempenhar um papel significativo no tráfico internacional de narcóticos".

"Não há nenhuma ligação entre as duas questões", afirmou entretanto a CNN, reagindo aos comentários do ministro venezuelano.

A 12 de fevereiro de 2014, por ordem do Presidente Nicolás Maduro, o canal internacional de notícias da Colômbia, NTN24, foi suspenso das operações de televisão por cabo venezuelanas.

Seis meses depois, a Conatel bloqueou, localmente, o acesso à página web do NTN24.Segundo a imprensa local, os venezuelanos estão impedidos de aceder às páginas web do Dolar Todar, que fixa a cotação do dólar no mercado paralelo, e ao site 'maduradas', com críticas ao Presidente.

Lusa

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59