sicnot

Perfil

Mundo

Atentado em templo sufi no Paquistão fez 88 mortos

Templo da corrente sufi de Lal Shahbaz Qalandar, na cidade de Sehwan, na província de Sindh, no sul do Paquistão.

© Akhtar Soomro / Reuters

As forças paquistanesas mataram e detiveram dezenas de suspeitos na sequência do atentado suicida de quinta-feira do grupo extremista Daesh a um santuário sufi, cujo balanço foi hoje atualizado para os 88 mortos.

O mais mortífero atentado no Paquistão nos últimos anos atingiu o tempo de Lal Shahbaz Qalandar, na cidade de Sehwan, província de Sindh (sul), quando centenas de fiéis realizavam um ritual semanal.

O bombista suicida que se fez explodir entre os fiéis, sobretudo xiitas, matou inicialmente 75 pessoas, entre as quais pelo menos 20 mulheres e nove crianças.

As autoridades atualizaram hoje o balanço para 88, depois de alguns dos feridos graves terem morrido. O departamento de saúde da província de Sindh indicou que 343 pessoas ficaram feridas no ataque, das quais 76 continuam internadas em hospitais.

Durante a noite as forças paquistanesas atacaram esconderijos de militantes e estiveram envolvidas em tiroteios que mataram pelo menos 39 suspeitos, segundo três responsáveis da segurança que não quiseram ser identificados e que adiantaram que foram detidos 47 suspeitos.

O Paquistão disse que o atentado foi planeado em refúgios dos jihadistas no Afeganistão e os militares paquistaneses entregaram hoje a Cabul uma lista de 76 alegados terroristas que se esconderão no Afeganistão, pedindo que sejam capturados e extraditados.

Islamabad também lançou hoje ataques de artilharia contra o país vizinho e encerrou o posto fronteiriço de Torkham.

O Paquistão está em guerra com os talibãs e outros grupos extremistas há mais de uma década e nos últimos anos tem lançado grandes ofensivas contra refúgios dos terroristas nas regiões tribais ao longo da fronteira com o Afeganistão.

O grupo Daesh tem vindo a alargar a sua presença no Paquistão nos últimos anos e já reivindicou vários ataques mortíferos no país, incluindo um atentado suicida num outro templo sufi em novembro de 2016 que matou mais de 50 pessoas.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.