sicnot

Perfil

Mundo

Projetos de construção do "muro de Trump" devem ser entregues a concurso em março

© Jose Luis Gonzalez / Reuters

O Governo norte-americano pediu esta sexta-feira às empresas interessadas que entreguem os seus projetos para o desenho e construção do muro fronteiriço com o México em março, com o objetivo de em abril começar a adjudicação de contratos.

Os serviços de proteção fronteiriça afixaram hoje um portal, dirigido às empresas, em que constam os prazos para apresentação daqueles projetos.

No aviso, os serviços fronteirços anunciaram que publicarão a 06 de março na Internet um formulário para que as empresas possam enviar as suas propostas de desenho e construção de "diferentes protótipos da estrutura do muro" nas proximidades da fronteira dos Estados Unidos com o México.

O processo desenrola-se em duas fases. Na primeira, será exigido às empresas concorrentes que apresentem um documento com os conceitos do seu projeto até 10 de março, e na segunda as autoriades avaliarão e selecionarão os melhores projetos, de forma a que a 24 de março os finalistas devam renovar as suas propostas, juntamente com o preço exigido.

O concurso exige a todas as empresas que incluam nos seus projetos "uma opção para acrescentar mais extensões" ao muro previsto entre os dois países.

Esta semana, o governo dos Estados Unidos anunciou que pretende iniciar a construção do muro nos encaves fronteiriços-cheve de El Paso (Texas), Tucson (Arizona) e El Centro (California).

Estes enclaves fazem fronteira com as cidades mexicanas de Juárez (Chihuahua), Nogales (Sonora) e Mexicali (Baixa California), respectivamente.

O muro da fronteira foi uma das promessas que levou Donald Trump à Casa Branca, com a garantia de que o custo da obra seria pago pelo México, ainda que seja o Congresso norte-americano a adiantar o dinheiro.

O custo estimado do muro fronteiriço começou por ser calculado em oito mil milhões de dólares, mas os últimos cálculos do Departamento de segurança Nacional apontam para 21.600 milhões de dólares.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.