sicnot

Perfil

Mundo

Projetos de construção do "muro de Trump" devem ser entregues a concurso em março

© Jose Luis Gonzalez / Reuters

O Governo norte-americano pediu esta sexta-feira às empresas interessadas que entreguem os seus projetos para o desenho e construção do muro fronteiriço com o México em março, com o objetivo de em abril começar a adjudicação de contratos.

Os serviços de proteção fronteiriça afixaram hoje um portal, dirigido às empresas, em que constam os prazos para apresentação daqueles projetos.

No aviso, os serviços fronteirços anunciaram que publicarão a 06 de março na Internet um formulário para que as empresas possam enviar as suas propostas de desenho e construção de "diferentes protótipos da estrutura do muro" nas proximidades da fronteira dos Estados Unidos com o México.

O processo desenrola-se em duas fases. Na primeira, será exigido às empresas concorrentes que apresentem um documento com os conceitos do seu projeto até 10 de março, e na segunda as autoriades avaliarão e selecionarão os melhores projetos, de forma a que a 24 de março os finalistas devam renovar as suas propostas, juntamente com o preço exigido.

O concurso exige a todas as empresas que incluam nos seus projetos "uma opção para acrescentar mais extensões" ao muro previsto entre os dois países.

Esta semana, o governo dos Estados Unidos anunciou que pretende iniciar a construção do muro nos encaves fronteiriços-cheve de El Paso (Texas), Tucson (Arizona) e El Centro (California).

Estes enclaves fazem fronteira com as cidades mexicanas de Juárez (Chihuahua), Nogales (Sonora) e Mexicali (Baixa California), respectivamente.

O muro da fronteira foi uma das promessas que levou Donald Trump à Casa Branca, com a garantia de que o custo da obra seria pago pelo México, ainda que seja o Congresso norte-americano a adiantar o dinheiro.

O custo estimado do muro fronteiriço começou por ser calculado em oito mil milhões de dólares, mas os últimos cálculos do Departamento de segurança Nacional apontam para 21.600 milhões de dólares.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.